sexta-feira, 23/03/2018
Divulgação
Ensino Fundamental

Palestra mostra como se proteger de pessoas mal intencionadas na internet

Alunos da escola Professor Armando Gaban puderam tirar suas dúvidas com o conselheiro tutelar

Os jovens estão cada vez mais conectados na internet, seja fazendo um trabalho escolar, conversando com amigos ou até mesmo para um momento de lazer. E pensando nesse uso que pode se tonar excessivo e prejudicial que a escola Professor Armando Gaban, localizada no bairro Jardim Conceição, em Osasco, realizou a palestra “Os perigos ocultos da Internet e o Combate à Exploração Sexual Infantil”.

Para a professora mediadora Fabia Dias, a escola pode ser um ponto de partida para debater assuntos que muitas vezes são deixados de lado. “A escola hoje tem um importante papel social, questões que afligem a sociedade como um todo, se expressa mais rapidamente na escola. Temos que debater questões que até pouco tempo eram considerados tabus, como inter-raciais, de gênero, desigualdade social, entre outros”, disse.

Ministrada pelo conselheiro tutelar, psicanalista e escritor, Gilson Biondo, a palestra foi feita para reter a atenção dos jovens. “O adolescente gosta de aprender e ele só precisa de alguém que saiba para ensinar. Eu uso uma linguagem atualizada, sem formalidades, sem nada de dificuldade para que eles entendam muito bem. Eu chamo para uma interatividade, linguagem facilitada e assuntos interessantes. Eles ficam super antenados”.

Muitas pessoas acham que estão seguros atrás de uma tela de computador e não têm ideia que quando criam uma conta nas redes sociais, por exemplo, quais as informações que podem passar. Gilson Biondo destaca também que os jovens que são vitimas de pessoas mal intencionadas não estão sozinhos. “É importante que eles saibam que não são reféns disso e que existem leis que nos aparam”, finaliza Gilson Biondo.

“O palestrante sabia exatamente como tudo acontece e como sempre caímos na sensação de “falsa segurança” que a internet nos passa, isso me fez perceber que a cada ano, ou dia, que passa esse problema tem se tornado mais frequente e perigoso não só entre s jovens, mais adultos também. É visível que tudo isso abre brecha para mais e mais casos de abusos pedófilos”, disse a aluna Bianca Cristina Venseguerra Senado, do 9º ano do Ensino Fundamental.

Com a palestra, a aluna Stephanie Santos Tito, da 3ª série do Ensino Médio, percebeu que existem muitas coisas perigosas na internet que a gente não dá muita atenção. “O quanto uma simples foto pode causar uma tragédia fatal”.