quinta-feira, 09/01/2003
Últimas Notícias

Presidente da Febem toma posse e anuncia mudanças

O novo presidente da Febem – Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor – Paulo Sérgio de Oliveira e Costa tomou posse do cargo hoje na Corregedoria do Estado da Secretaria do Governo. O presidente pretende aprofundar os programas de internação com os recursos pedagógicos da Secretaria Estadual da Educação e a liberdade assistida com o […]

O novo presidente da Febem – Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor – Paulo Sérgio de Oliveira e Costa tomou posse do cargo hoje na Corregedoria do Estado da Secretaria do Governo. O presidente pretende aprofundar os programas de internação com os recursos pedagógicos da Secretaria Estadual da Educação e a liberdade assistida com o apoio de parcerias envolvendo todos os segmentos da sociedade.

Durante a posse, o novo presidente também comentou sobre a construção de unidades menores distribuídas em diversas regiões do Estado e a geração de empregos para os jovens. “Nós vamos criar Diretorias específicas para a área pedagógica e o Centro de Formação Profissional e, para isso, vamos aumentar o diálogo com os magistrados, empresas, religiosos, polícia e a imprensa”, disse Paulo Sérgio de Oliveira e Costa.

O novo presidente da Febem reconhece as dificuldades do cargo e acredita na recuperação dos cerca de 18,4 mil jovens atendidos pela Febem. “Esses jovens têm um comprometimento afetivo transformando-os em agentes ou réus do crime e da violência. É preciso superar esse desafio com uma perspectiva mais humanista. Eu sei que essa prática vai contra o discurso dos mais céticos”, afirmou Paulo Sérgio.

O Secretário Estadual da Educação, Gabriel Chalita, falou sobre as raízes da violência. “Nós somos produtos do meio em que vivemos. Amenizar a violência é o maior desafio do século XXI. Vamos aplicar uma política democrática com uma visão de descentralização por meio de parcerias. Não há mágica na recuperação desses jovens. Há trabalho “, conclui Chalita.

O fechamento da Unidade da Febem em Franco da Rocha, o apadrinhamento de menores por parte das empresas, a melhoria no atendimento da liberdade assistida e um grande Fórum à ser realizado no final de fevereiro, foram as medidas anunciadas pelo Secretário durante a posse.

O novo presidente e o Secretário visitarão na próxima semana todas as Unidades da Febem. “Primeiro vamos conhecer as Unidades. Diante das denúncias o diálogo será mais aberto. Vamos utilizar o apoio dos Conselhos Gestores nesse processo” , disse o presidente.

Os especialistas acreditam que o jovem submetido a circunstâncias de vulnerabilidade, transformam-se em vítima dos processos de violência e esse desafio precisa ser enfrentado por um trabalho conjunto entre a escola, a família, comunidade, ONGs e demais instituições responsáveis pela proteção à infância e à adolescência. A incorporação da Febem à Secretaria de Estado da Educação é um reforço para o desenvolvimento dessas idéias.