segunda-feira, 09/02/2004
Últimas Notícias

Presos de Ibitinga recebem curso de alfabetização

O Programa de Alfabetização e Inclusão (PAI), criado pela Secretaria Estadual da Educação de São Paulo, transformou a cadeia pública de Ibitinga, no interior paulista, em um local de recuperação. O objetivo primordial é o trabalho de reintegração social do detento, ao final de sua pena. Cerca de 20 detentos participam do curso de alfabetização […]

O Programa de Alfabetização e Inclusão (PAI), criado pela Secretaria Estadual da Educação de São Paulo, transformou a cadeia pública de Ibitinga, no interior paulista, em um local de recuperação. O objetivo primordial é o trabalho de reintegração social do detento, ao final de sua pena.

Cerca de 20 detentos participam do curso de alfabetização ministrado por alunos-voluntários da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ibitinga, uma das parceiras do programa. A maioria dos voluntários cursa Pedagogia.

Para as aulas, foi reservado um local dentro da própria cadeia. As direções da Diretoria de Ensino (DE) de Taquaritinga e da instituição penitenciária providenciaram lousa e carteiras. O material didático específico foi enviado pela secretaria estadual.

Os alunos freqüentam as aulas três vezes por semana – 2ª, 4ª e 6ª, das 19h30 às 21h – e mostraram muito entusiasmo com a iniciativa. Até pediram para reiniciar o ano letivo mais cedo, logo no início de janeiro. Alguns já começam a planejar o futuro, vislumbrando possibilidades de trabalho.

O projeto, portanto, veio para se encaixar ao principal objetivo de uma detenção: a readaptação social. “A auto-estima dos presos melhora muito. Dentro da própria cadeia eles se sentem valorizados”, disse a professora Maria Antonieta Baliero Bari, Assistente Técnico-Pedagógica da oficina pedagógica da DE de Taquaritinga.

Ela ressalta ainda outros benefícios. “Quando saem de lá, vão embora com uma nova perspectiva, bem melhor do que quando chegaram. Ou seja, eles não ficam lá apenas cumprindo pena, estão sendo estimulados a melhorar. A função do PAI é incluir e a da detenção, recuperar. Por isso estamos satisfeitos”, completou.

EUGENIO GOUSSINSKY