quarta-feira, 10/12/2014
Boas Práticas

Professora e alunos inovam com a criação de um jornal de inglês

“Peguei o material que a Educação oferece e realizei o projeto”, conta professora idealizadora

Constituindo a orientação básica para o trabalho do professor em sala de aula, o Currículo Oficial do Estado teve papel predominante no projeto da professora de inglês Luciana Alves de Moura, da escola estadual Amácio Mazzaropi, no município de Taubaté, em 2014. Junto com os alunos do Ensino Médio, a professora desenvolveu o projeto “Currículo em Foco: Newsletter”, que consistiu na criação de um jornal de língua inglesa, com notícias sobre a escola, esportes e outros assuntos do cotidiano.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

A iniciativa nasceu a partir do material oferecido pelo Currículo Oficial do Estado de São Paulo. “A ideia surgiu a partir do currículo do Estado. Eu li todas as habilidades propostas e transformei em oficinas”, conta.

O projeto começou a se desenvolver no 2º bimestre do ano letivo. Após reunir todo o material, a professora começou a elaborar oficinas onde os alunos conheceram a estrutura de um jornal. “Na primeira oficina, levei um jornal para que conhecessem a estrutura de um impresso. Depois que trouxe o jornal para a aula, levei os alunos para a sala de informática onde mostrei a eles a plataforma online do The New York Times. Nesse dia, eles escolheram uma notícia e trabalharam tópicos gramaticais da língua inglesa”, revela a professora.

O próximo passo consistiu na montagem de um jornal em inglês. Os estudantes se dividiram em grupos e começaram a definir as matérias que entrariam no jornal. Cada grupo, representando uma editoria, teve autonomia para definir as matérias de cada assunto. Os textos eram escritos em português, corrigidos e reescritos para a língua inglesa. A diagramação ficou por conta dos próprios estudantes, que puderam visitar o jornal Diário de Taubaté para ver de perto como é produzido um impresso.

“Foi uma experiência bem interessante. Me senti feliz, pois estava trabalhando com meus amigos em grupo, cada um ajudando no que podia. Ao mesmo tempo, ficou mais fácil aprender a língua, pois o inglês é um idioma que eu acho difícil”, revela a aluna Rafaela Pires.

Foram impressos 600 exemplares do jornal, alguns distribuídos em uma universidade da cidade. Além disso, os exemplares serão distribuídos para os pais dos alunos nas próximas reuniões.“Esse projeto contribuiu muito para a formação social e crítica dos alunos, pois fez com que eles pesquisassem sobre assuntos do cotidiano tomando, assim, conhecimento do que acontece diariamente no mundo e passando a questionar os fatos”, finaliza Luciana.