terça-feira, 24/02/2015
Boas Práticas

Em Araras, escola promove atividade com música de Gonzaguinha para o Ensino Médio

Ação marcou o primeiro dia de aulas na E.E. Professor Vicente Ferreira dos Santos

O começo do ano letivo sempre reserva aos alunos uma grande expectativa. Rever os amigos e professores, conhecer novos colegas e praticar atividades diferenciadas em sala de aula fazem parte da rotina escolar quando se fala no primeiro dia de aula. Na E.E. Professor Vicente Ferreira dos Santos não foi diferente.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Pensando em fazer o acolhimento dos alunos, a unidade, que fica localizada na cidade de Araras, município de São Paulo, promoveu uma atividade com a música “Semente do Amanhã”, do cantor Luiz Gonzaga do Nascimento Júnior, o popular Gonzaguinha. “Queríamos passar a mensagem de que todos os alunos são sementes e o que eles preparam para hoje irão colher futuramente”, conta o diretor da escola, Itacir Barrete.

Cada professor realizou uma atividade em sala de aula, utilizando a música do cantor. E quem teve destaque foi a professora de Língua Portuguesa, Leyre dos Santos. Com a canção, a docente desenvolveu uma atividade para os alunos da 3ª série do Ensino Médio que abordou seis gêneros textuais da disciplina, entre eles Texto Jornalístico, Receita, Conto de Terror, Poesia, Artigo de Opinião e Resenha. O objetivo foi verificar se os alunos conheciam os gêneros, além de promover a interação entre os estudantes.

Divididos em seis grupos de cinco pessoas, os alunos tinham que desenvolver um texto de acordo com as características do gênero textual e incluir um trecho da música do Gonzaguinha. Tudo foi realizado após um sorteio para dividir os gêneros e os trechos da música aos respectivos grupos.

“Para a formação pedagógica, essa atividade serviu para nós observarmos o conhecimento dos alunos com relação aos gêneros. Já na parte social, acredito que isso ajudou a criar uma interação com os amigos e também comigo, pois foi a primeira vez que dei aula para essa turma”, afirma a professora.

Segundo o diretor da unidade, é mais do que importante que alunos, coordenação e corpo docente estejam engajados. “Nós somos uma escola acolhedora e nada melhor que essa música para retratar isso. A professora Leyre chegou aqui no ano passado e vestiu a nossa camisa com muita disposição. Precisamos de pessoas como ela e também como os outros profissionais que aqui trabalham como o vice-diretor e os coordenadores, para ajudar a escola a crescer ainda mais”, finaliza o diretor.