sexta-feira, 06/12/2013
Educação Especial

Docentes classificados para curso de educação inclusiva devem efetuar matrícula até dia 8

Convocados em primeira chamada devem enviar documentos para garantir vaga

Os educadores da rede estadual que se inscreveram nos curso de “Educação Especial e Inclusiva – 2013” e foram classificados em 1ª chamada, de acordo com o número de vagas disponíveis, têm até o próximo domingo (8) para efetuarem suas matrículas.

Os classificados convocados, que tenham interesse e disponibilidade para realizar o curso, deverão enviar digitalizados para a UNESP, até a data limite, o certificado ou diploma de conclusão de curso superior, documento de identidade, CPF, foto 3×4 recente e o Termo de Ciência e Compromisso devidamente preenchido e assinado.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Os educadores também devem enviar o Termo de Ciência e Compromisso preenchido e assinado, via correio, com Aviso de Recebimento (AR), aos cuidados do Grupo de Cooperação Técnica e Pesquisa (GCTEC) da Escola de Formação de Professores (EFAP). O órgão fica na Rua João Ramalho, nº 1.546, Perdizes, São Paulo/SP, CEP 05008-002. O termo foi encaminhado ao e-mail do inscrito e também encontra-se disponível no hotsite do programa.

Curso

A formação tem o objetivo de orientar os profissionais da Educação sobre a inclusão de alunos com necessidades especiais à vida escolar e à sociedade.

Todos aqueles que realizaram a pré-inscrição em 2011, foram classificados em primeira chamada e se inscreveram para o mesmo curso neste ano tiveram prioridade e garantia de vaga. Os demais inscritos foram classificados por ordem de inscrição e pela quantidade de vagas por curso.

– Clique aqui para conferir a lista com a classificação dos inscritos

Serão disponibilizadas vagas para a formação de gestores e professores no curso de “Especialização em Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva”, com carga horária de 444h. Para docentes e professores coordenadores de núcleos pedagógicos serão seis cursos nas áreas de deficiência auditiva, visual, física, intelectual, transtorno global do desenvolvimento ou altas habilidades, com carga horária de 686h.

A formação, que tem início dia 5 de fevereiro de 2014, é oferecida pela Secretaria da Educação, por meio da Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores (EFAP). O curso conta com a participação do Centro de Apoio Pedagógico Especializado (CAPE) e faz parte do programa REDEFOR, uma parceria com a Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Para saber mais, acesse a intranet da Educação