terça-feira, 02/07/2019
Bolsa

Professores de inglês da rede pública ganham bolsas de estudos nos EUA

Educadoras estão em Michigan e Ohio para experiência internacional que visa aprimorar conhecimentos na língua

Sete professoras de inglês das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) estão em curso nos Estados Unidos. As educadores conquistaram bolsas de estudo pelo programa de aperfeiçoamento Fulbright Brasil, promovido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em parceria com a embaixada americana. Elas ficarão nos estados de Michigan e Ohio, no norte do país.

As sete professoras contempladas com as bolsas são das Etecs: Conselheiro Antônio Prado, de Campinas (Elizabete Aparecida Santos da Silva); Machado de Assis, de Caçapava (Ana Flávia Clive Santos Moreira); Martinho de Ciero, de Itu (Marli Aparecida Pacchioni); Professor José Carlos Seno Junior, de Olímpia (Juliana Fioroto); Professor Urias Ferreira, de Jaú (Maisa Sancassani); Etec São Paulo, da Capital (Elizabete Carolina Tenório Calderon e Jaqueline Rodrigues dos Santos).

“Acredito que fica mais fácil ensinar a questão da pronúncia aos alunos. Esse ponto não faz parte do currículo brasileiro e é um bônus que podemos oferecer aos estudantes após o intercâmbio”, opina Elizabete Calderon. Ela está em seu terceiro intercâmbio e considera que a experiência internacional amplia a visão sobre o ensino de idiomas.

Os cursos visam intensificar o conhecimento das professoras para melhorar seu desempenho em sala de aula. “Recebemos essa notícia com bastante alegria. É sempre bom ver quando professores ganham experiências que possam transformar o aprendizado dos alunos e também servir de evolução pessoal”, comemora Haroldo Rocha, secretário executivo da Secretaria da Educação.

O programa dura seis semanas e começa neste mês. As bolsistas receberão ajuda de custo de 500 dólares, passagens aéreas, hospedagem no alojamento universitário, alimentação, seguro viagem, além de outras taxas.