segunda-feira, 28/01/2013
Pais e Alunos

Programa Alimentação Saudável começa em 128 escolas da capital e Grande São Paulo

Governador Geraldo Alckmin e o secretário-adjunto João Cardoso Palma anunciaram início do programa

Na manhã desta segunda-feira (28), o governador Geraldo Alckmin e o secretário-adjunto da Educação, João Cardoso Palma Filho, anunciaram o início do programa Alimentação Saudável, que alcançará 92 mil alunos, em 128 escolas estaduais da capital e Grande São Paulo.

Veja aqui as fotos do evento.

A ação, que será realizada em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, prevê a capacitação de professores e merendeiras, além de uma mudança no cardápio dos estudantes. “Educação e saúde precisam sempre andar juntos, pois a maioria dos problemas de saúde são resultados dos maus hábitos. Por esse motivo, esse programa fará a capacitação de professores e preparadores de merenda, para que seja possível a melhoria nutricional da merenda, diminuindo o sódio, o açúcar, além de aumentar as fibras e os produtos integrais”, explica o governador.

Para o secretário-adjunto da Educação, o ambiente escolar é ideal para ensinar esses novos hábitos aos jovens. “Para a secretaria esse programa tem uma importância muito grande. Nós iremos acompanhar essa ação e, futuramente, definir a expansão para as demais escolas da rede”, prevê João Cardoso Palma Filho.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

A parceria também prevê um estudo para detalhar o perfil nutricional dos alunos. A avaliação vai aferir peso e altura e medir a circunferência abdominal de 13 mil jovens dessas escolas. Com os dados, a Secretaria da Educação e a entidade médica conseguirão mensurar como a iniciativa impacta a vida dos jovens, isto é, se houve redução do peso corporal e melhora na saúde após a implantação do programa. O resultado também permitirá conhecer o percentual de fatores de risco detectados nas crianças e nos adolescentes.

Chamamentos públicos

Ainda neste segunda-feira (28), foram anunciados dois chamamentos públicos que visam disseminar hábitos saudáveis entre as crianças e os adolescentes.

As universidades que oferecem curso de nutrição podem fazer convênios com a Secretaria da Educação para estágio supervisionado de seus estudantes nas escolas estaduais. O governo convida ainda empresas, fundações, organizações do terceiro setor e especialistas para que desenvolvam modelo de cantina saudável, além de monitorar e avaliar os resultados para que posteriormente o projeto-piloto possa ser estendido ao restante da rede estadual.