quarta-feira, 21/08/2019
Boas Práticas

Programa Viagem Literária chega ao interior paulista

Programa promove encontros entre escritores e público em escolas da rede

A 12ª edição do programa Viagem Literária, promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB) e realizado pela Organização Social SP Leituras, segue a todo vapor. Em setembro, serão 76 bibliotecas com encontros agendas – todos os estudantes e professores da rede pública estão convidados.

A iniciativa valoriza escritos de literatura fantástica e os principais autores desse gênero literário. Participam dessa edição os escritores Ana Lúcia Merege, André Vianco, Affonso Solano, Bárbara Morais, Douglas MCT, Enéias Tavares, Eric Novello, Fábio Kabral, Felipe Castilho, Flávia Muniz, Giulia Moon, Helena Gomes, Jim Anotsu, Marcelo Amaral e Renata Ventura.

“É sempre um prazer poder levar essa oralidade nas histórias para o público. A literatura fantástica tem esse traço de contação de história e pode ganhar muito com o programa”, explica a escritora Flávia Muniz.

Em clima de descontraído, como numa grande roda de conversa, os escritores falam sobre temáticas e enredos extraordinários. A ação também promove a reciclagem do acervo, com a aquisição de obras dos escritores convidados, o que torna as bibliotecas culturalmente mais atraentes para suas comunidades.

O programa busca estimular o prazer pela literatura e ampliar a frequência nas bibliotecas, além de disseminar o conhecimento. Este ano, o Viagem Literária itinerou pelo interior do estado com o módulo de Contação de Histórias, em maio. “Gosto muito de literatura fantástica e esse encontro pode me proporcionar um contato maior com os escritores. Participei do ano passado e voltarei nesse ano”, explica Laura Gomes, estudante do Ensino Médio em Taubaté.

O Viagem Literária foi lançado em 2008 e, desde então, já passou por 217 municípios paulistas levando escritores, contadores, fábulas, mitos e lendas do folclore brasileiro e da literatura universal para mais de 330 mil cidadãos que vivem no Estado de São Paulo.