sexta-feira, 27/07/2018
Ensino Médio

Projeto auxilia alunos da rede a ingressarem na USP

‘Vem Pra Usp’ oferece a oportunidade de muitos jovens enfrentarem um dos vestibulares mais concorridos do país

O sonho de entrar em uma das universidades mais disputadas do país está muito mais próximo aos alunos do Ensino Médio da rede estadual de ensino. Através do “Vem Pra USP”, jovens do 1º ao 3º ano que obtêm destaque na CUCo (Competição USP de Conhecimento) terão grande vantagem para ingressar na instituição.

O projeto da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo propõe uma prova que antecede a FUVEST. Realizado em duas etapas, a ideia é fazer com que eles melhorem o desempenho nas disciplinas cobradas nos vestibulares e sejam incentivados cursar graduação na USP.

A primeira fase é feita pela internet e os candidatos respondem 18 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais, ciências e matemática em 120 minutos. Em 2018, a etapa já foi realizada e contou com a participação efetiva de 68% dos inscritos, superando os 43% do ano passado.

A segunda fase, no entanto, é feita presencialmente na unidade em que o aluno está matriculado. São 45 questões de múltipla escolha em 180 minutos: 15 de português, 15 de matemática, 10 de ciências e 5 de atualidades. A etapa acontece no próximo dia 9 de agosto em todo território paulista.

Os três alunos mais bem colocado de cada escola paulista será premiado e receberá benefícios, como cursos on-line oferecidos pela própria universidade. Além disso, o melhor colocado dos estudantes de 3º ano de cada instituição terá isenção total da taxa de inscrição do vestibular da FUVEST.

Vale lembrar que a prova não possui conteúdo único. A do 1º ano é voltada para os assuntos abordados no 1º ano, a do 2º, equivale ao do 1º e 2º, enquanto a do 3º atinge todo o Ensino Médio. O teste é inspirado no material que eles utilizam em sala.

Encontro com Dirigentes

O segundo dia do “II Encontro com Dirigentes e Coordenadores da Secretaria de Estado da Educação 2018” fez um panorama sobre o projeto e ressaltou as melhorias para este ano. De acordo com o coordenador do “Vem Pra USP”, Herbert João, os alunos estão cada vez mais envolvidos com a iniciativa.

“Na primeira fase, eles tiveram uma semana para fazer a prova on-line com um sistema aberto 24h por dia. Para se ter uma ideia, neste ano, em um dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo, registramos 700 alunos realizando o teste. Isso mostra que têm alunos interessados e que dão valor a esse tipo de competição”, reitera.

O coordenador também reforçou para os 91 representantes das Diretorias de Ensino presentes no evento a importância de ampliar a divulgação do projeto entre os jovens. Ainda, ressaltou a necessidade de auxiliá-los com as inscrições.

“Quando a aluno aprender fazer esse cadastro, estará apto a participar de qualquer outro processo seletivo, seja das universidades estaduais ou também para as federais e o Enem”, completa.

No ano passado, as Diretorias que tiveram maior participação nas provas foram destacadas e premiadas. Em 2018, contudo, o projeto irá valorizar as escolas mais participativas, sendo contempladas aquelas que apresentarem um maior número de presentes em ambos testes.

De maneira geral, os membros da Secretaria da Educação mostraram aos dirigentes a eficiência de aprimorar essa competição, uma vez que a USP reservou para este ano 40% de suas vagas a alunos da rede pública.

Júlio Ramos, coordenador da CISE, também frisou a necessidade de convergir as demandas e medidas tomadas em cada Diretoria. “Nós precisamos atuar em conjunto, pois só assim vamos alcançar nossos objetivos”, afirma.