quinta-feira, 14/06/2018
Ensino Fundamental

Projeto “Páginas Soltas” promove a leitura e estimula a criatividade de alunos

Projeto da escola Luís Magalhães foi reestruturado em 2017 e entra em sua fase mais importante

Uma releitura de obras literárias para unir os alunos e aprofundar os conhecimentos e a magia da literatura são alguns dos objetivos do Projeto Páginas Soltas, da escola Luís Magalhães, no M’Boi Mirim, na zona sul de São Paulo.

Segundo os organizadores, mais do que melhorar a experiência de leitura, o projeto pode abrir os horizontes dos jovens alunos, ao estimular diferentes olhares para os mesmos textos. Além disso, ao final do projeto, os alunos montam, espontaneamente, peças e musicais baseados em suas interpretações do que estudaram juntos.

“O projeto acontece sempre no segundo semestre do ano e estamos na segunda edição. Ainda estamos dando nossos primeiros passos, mas já estamos bastante satisfeitos com o interesse da turma”, conta Zidenildo Moraes, diretor da Luís Magalhães.

A proposta é envolver estudantes, pais e colaboradores da instituição no envolvimento direto com as obras e seu compartilhamento – uma motivação pedagógica e, acima de tudo, motivadora de relações sociais e criativas, entre os alunos.

“Já tínhamos a experiência de um projeto musical na escola, há mais de seis anos. Definíamos um tema por ano e trabalhávamos isso ao longo dos dois semestres de aula”, explica Marcia Cristina Novello, uma das coordenadoras da Escola.

“Em 2017, decidimos juntar os dois projetos e criamos então o Páginas Soltas. A ideia é desenvolver elementos fundamentais nesse processo que envolve a literatura: a leitura, a parte escrita, a exposição de ideias e a apresentação da obra, por diferentes meios de arte, ao longo dos próximos meses até o fim do ano letivo”, completa.