terça-feira, 16/11/2010
Últimas Notícias

Quase 2,5 milhões de alunos farão prova do Saresp 2010 este mês

Avaliação será aplicada pela Fundação Vunesp nos dias 17 e 18 de novembro para alunos de escolas estaduais, municipais e particulares que aderiram ao Saresp 2010; Avaliação é o componente mais relevante do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo, Quase 2,5 milhões de alunos de escolas estaduais, municipais e particulares participarão […]

Avaliação será aplicada pela Fundação Vunesp nos dias 17 e 18 de novembro para alunos de escolas estaduais, municipais e particulares que aderiram ao Saresp 2010;

Avaliação é o componente mais relevante do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo,

Quase 2,5 milhões de alunos de escolas estaduais, municipais e particulares participarão das provas do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) nos dias 17 e 18 de novembro. Mais uma vez, alunos de todas as 5.054 escolas estaduais que oferecem ensino regular nos anos/séries avaliados participam do Saresp, assim como estudantes de 117 escolas técnicas estaduais administradas pelo Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza e vinculadas à Secretaria Estadual de Desenvolvimento do Estado de São Paulo. Assim como em 2009, o Governo do Estado de São Paulo vai custear a aplicação da avaliação para 3.469 escolas de 561 municípios que aderiram ao exame este ano. Ainda, 255 escolas particulares, voluntariamente, mostraram interesse em juntar-se à iniciativa da Secretaria de Estado da Educação. A adesão por parte das redes municipais de ensino atesta a credibilidade do sistema de avaliação do governo estadual.

“O intuito é oferecer aos municípios um parâmetro de qualidade que permita diagnosticar a situação de suas escolas, acompanhar a evolução da qualidade de ensino ao longo dos anos e desenvolver políticas públicas voltadas para a melhoria da aprendizagem dos alunos. Assim, construímos, juntos, Estado e municípios, uma educação cada vez mais sólida e eficaz”, afirma o secretário de Estado da Educação, Paulo Renato Souza.

A ação conjunta entre Estado e municípios também se consolida com os resultados do Saresp, pois este se converte no indicador de desempenho utilizado para cálculo do IDESP – Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo. No IDESP, são explicitados índices para cada um dos níveis de ensino, por escola, a partir dos quais se definem as metas para o ano seguinte. Cada secretaria municipal pode, contudo, utilizar os dados fornecidos para criar indicadores e estipular metas conforme seus próprios critérios.

O Idesp é calculado a partir dos indicadores de desempenho e de fluxo. O indicador de desempenho é medido por meio da proporção dos alunos em cada nível de proficiência, medida pelo Saresp. O indicador de fluxo é medido pela taxa de aprovação média de cada ciclo. A partir destes indicadores, os gestores municipais podem estabelecer programas de incentivo à melhoria da qualidade de suas escolas pautados nos resultados de desempenho dos alunos, como o Bônus por Resultados, implementado pelo Governo do Estado. Cabe às gestões municipais locais a decisão de divulgar os resultados do Saresp e do Idesp de suas escolas.

Novidade

A principal novidade do Saresp este ano é o modelo de logística, pela primeira vez sob responsabilidade da Vunesp – Organizadora de Concursos Públicos e Vestibulares da UNESP, Universidade Estadual de São Paulo. De acordo com o professor Edwin Avolio, diretor de desenvolvimento e planejamento da entidade, a Vunesp está pronta para coordenar a logística do Sistema de Avaliação 2010. “Passamos as edições anteriores do Saresp nos preparando para assumir devidamente a responsabilidade pelo exame. Hoje, a Vunesp está estruturada e totalmente empenhada em dar total suporte na aplicação das provas”, diz. Para o secretário Paulo Renato Souza, a participação da entidade no Saresp traz, sobretudo, credibilidade. “A Vunesp nos passa confiança e tranquilidade de que não teremos dificuldades logísticas”, afirma.

Prova

A prova que será realizada nos dias 17 e 18 de novembro é voltada a estudantes dos 3º, 5º, 7º e 9º anos/2ª, 4ª, 6ª e 8ª séries do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual, além de alunos de escolas municipais e particulares que aderiram à avaliação. O objetivo é aferir o domínio das competências e habilidades básicas em língua portuguesa e matemática previstas para o término de cada ano/série. Também serão aplicadas avaliações de ciências para alunos dos 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e ciências da natureza (física, química e biologia) para os alunos da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual.

Para o 3º ano do Ensino Fundamental, as questões de língua portuguesa e matemática serão predominantemente abertas. Para os 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e para a 3ª série do Ensino Médio, as questões para cada disciplina avaliada serão de múltipla escolha, sendo que para língua portuguesa haverá também uma proposta de redação. O tema da redação para o 5º ano será um relato de experiência pessoal. Para o 7º ano será uma carta pessoal e para o 9º ano e a 3ª série do Ensino Médio, um artigo de opinião.

Serão aplicados diferentes tipos de cadernos de prova para cada um dos anos/séries e respectivas disciplinas. Serão 26 cadernos de provas diferentes, constituídos de questões de múltipla escolha que avaliam competências, habilidades e conteúdos nas áreas avaliadas, conforme especificações das Matrizes de Referência para a Avaliação.

Para a rede estadual, haverá também a aplicação de prova com questões abertas de matemática, destinada a uma amostra de alunos dos 5º, 7º, 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio. As provas serão realizadas nos três períodos (manhã, tarde e noite), no horário de início regular das aulas, com tempo de duração de 3h00. Para alunos com baixa ou nenhuma visão serão impressas provas em braile e ampliadas.

Capacitação

Os educadores das redes de ensino envolvidos na aplicação do Saresp passaram por um processo de capacitação, realizado nos níveis central, regional e local, por meio de ações presenciais e videoconferências. Além disso, serão fornecidos manuais com orientações a respeito dos procedimentos padronizados adotados em cada etapa do Saresp e material audiovisual que demonstra os procedimentos necessários para a aplicação das provas. No caso do 3° ano do Ensino Fundamental, além da orientação para a aplicação, também são desenvolvidas ações para orientar a correção das provas, dadas suas características diferenciadas.

Além de realizar a avaliação nos dias 17 e 18 de novembro, cada aluno e pais responderam em casa o questionário que coleta informações sobre perfil socioeconômico das famílias, percepções sobre os professores e a escola, entre outras variáveis. Por outro lado, os professores das disciplinas avaliadas, diretores e professores coordenadores da rede estadual responderam questionários aplicados on-line com o objetivo de traçar o perfil, aspectos da gestão escolar e da prática pedagógica desses educadores. A participação foi de 116.276 educadores, correspondendo a 94% do total. A finalidade de coletar e analisar os dados e/ou informações dos questionários é avaliar os fatores associados à aprendizagem para, assim, identificar o que faz diferença para a melhoria da educação.