segunda-feira, 07/01/2013
Últimas Notícias

Quer se tornar um voluntário do programa Escola da Família? Saiba como aqui!

Já pensou em se tornar um voluntário do programa  Escola da Família? Para ser um, basta entrar em contato com uma das escolas participantes do programa. Confira lista aqui. A variedade de atividades que um voluntário pode exercer é grande. Ele pode, por exemplo, ser responsável ou ajudar a organizar gincanas e eventos, campanhas, atividades […]

20130104_escola_familia_620Já pensou em se tornar um voluntário do programa  Escola da Família? Para ser um, basta entrar em contato com uma das escolas participantes do programa. Confira lista aqui.

A variedade de atividades que um voluntário pode exercer é grande. Ele pode, por exemplo, ser responsável ou ajudar a organizar gincanas e eventos, campanhas, atividades educativas, passeios culturais, cursos, oficinas, palestras, formar contatos para articular parcerias e muito mais.

Vale lembrar que toda atividade deve ser feita de acordo com as habilidades e competências do voluntário e as necessidades da comunidade. Por isso, é importante que as ações sejam planejadas em parceria com o Educador Profissional do programa de cada escola.

Satisfação e evolução dos alunos retratam o avanço da educação estadual paulista em 2012

Aprenda Química brincando: experiência divertida ensina polaridade

– Conheça a página da Secretaria da Educação no Facebook

Sobre o Escola da Família

Desde 2003, o Escola da Família aproxima sociedade e escola promovendo a integração de crianças, jovens, adultos e idosos com um trabalho que sociabiliza, diverte e educa. Por meio do programa, as unidades escolares da rede pública de São Paulo são abertas aos sábados e domingos à comunidade local, para realização de atividades voltadas ao esporte, à cultura, à saúde e ao trabalho, os quatro eixos do programa.

As atividades são promovidas com o auxílio de profissionais da Educação, voluntários e educadores universitários e visam à inclusão social, tendo como foco o respeito à pluralidade e uma política de prevenção que concorra para uma qualidade de vida cada vez melhor.