segunda-feira, 01/12/2014
Ensino Integral

Saiba como funcionará o novo Programa de Ensino Integral para os Anos Iniciais

A modalidade inédita no País será oferecida em 17 escolas, a partir de 2015

No próximo ano letivo, será oferecida uma nova modalidade de Ensino Integral, inédita no País, para 17 escolas da rede estadual que atendem os alunos dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

As escolas que contarão com o novo modelo de Ensino Integral atendem crianças do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e irão oferecer uma jornada diária de até 8 horas e 40 minutos. Nesta primeira fase, sete municípios receberão a modalidade.  

– Confira a lista de escolas do novo modelo de Ensino Integral para os Anos Iniciais em 2015

A nova proposta pedagógica, elaborada pela Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB), tem como principal diferencial o aprendizado focado na educação emocional, com atividades programadas que visam ao desenvolvimento das habilidades socioemocionais dos alunos, em estreita articulação com o desenvolvimento das habilidades cognitivas. Além das aulas que fazem parte da base nacional comum, serão introduzidas atividades complementares como as Diferentes Linguagens Artísticas, a Cultura do Movimento, Práticas Experimentais e Língua Estrangeira Moderna (Inglês).

O currículo escolar será integrado, com aulas ministradas por pedagogos e professores especialistas em Arte, Educação Física e Inglês. Outro ponto de destaque é a participação efetiva dos pais, que farão parte de Assembléias com encontros semanais, para a discussão de temas com alunos, professores e comunidade.

Para atender a faixa etária entre 6 e 11 anos, os espaços físicos das escolas também serão remodelados. O objetivo é que salas de aula, refeitório, brinquedoteca e parque sejam também ambientes de aprendizagem.

Os professores cumprirão o regime de dedicação exclusiva e terão direito à gratificação de 75%. A previsão é que o número de educadores em cada unidade aumente 40% em relação a uma escola em tempo parcial. Quanto aos alunos, a projeção de demanda é de 5 mil já no próximo ano.

Novo Modelo de Ensino Integral para os Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio

A Educação também oferece o Novo Modelo de Escola de Tempo Integral para alunos dos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio. Atualmente, a modalidade está presente em 182 escolas, onde os estudantes têm uma jornada de até nove horas e meia, incluindo três refeições diárias. Na matriz curricular, os alunos têm orientação de estudos, preparação para o mundo do trabalho e auxílio na elaboração de um projeto de vida. Além das disciplinas obrigatórias, os estudantes contam também com disciplinas eletivas, que são escolhidas de acordo com seu objetivo. Confira mais informações sobre o modelo na página do programa.