quinta-feira, 05/07/2012
Últimas Notícias

Saresp está com inscrições abertas para redes municipais e escolas particulares

O cadastro deve ser feito pela internet pelas instituições interessadas até o dia 22 de julho Redes municipais e escolas particulares têm até o dia 22 de julho para se cadastrarem no Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp). Os interessados devem realizar a inscrição pela internet, clicando no link […]

O cadastro deve ser feito pela internet pelas instituições interessadas até o dia 22 de julho

Redes municipais e escolas particulares têm até o dia 22 de julho para se cadastrarem no Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp). Os interessados devem realizar a inscrição pela internet, clicando no link abaixo para fazer o cadastro.

Faça aqui o cadastro no Saresp 2012

Assim como nos anos anteriores, o Governo do Estado custeará as despesas referentes à aplicação da avaliação para os alunos de escolas municipais cujas prefeituras assinarem o convênio com a Secretaria. No caso das escolas particulares, o custo deverá ser arcado pelas mesmas.

Um dos principais objetivos da avaliação é obter o Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp), que abrange todos os níveis de ensino das redes escolares, além de estabelecer as metas para o ano seguinte. No entanto, cada secretaria municipal pode utilizar os dados com base em seus próprios critérios, criando metas individuais.

A prova é voltada a estudantes dos 3º, 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental, além da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual e alunos de escolas municipais e particulares que aderirem à avaliação. Os conhecimentos básicos examinados incluem língua portuguesa e matemática a todos os anos, bem como ciências para alunos dos 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e ciências da natureza (biologia, física e química) aos da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual.

O Saresp é realizado desde 1996, pela Secretaria de Estado da Educação, com a finalidade de fornecer informações consistentes, periódicas e comparáveis sobre a situação da escolaridade na rede pública de ensino paulista, com o intuito de orientar os gestores do ensino no monitoramento das políticas voltadas para a melhoria da qualidade educacional.