quarta-feira, 10/04/2013
Releases

Secretaria da Educação e Sabesp ampliam programa de redução do consumo de água nas escolas estaduais

A ação será implantada em mais 240 unidades de ensino da Região Metropolitana de São Paulo e beneficiará 275 mil alunos até 2015 A iniciativa deve gerar aos cofres públicos uma economia de R$ 6 milhões somente no segundo semestre deste ano A perspectiva é uma redução de gastos de R$ 13,9 milhões e de, […]

A ação será implantada em mais 240 unidades de ensino da Região Metropolitana de São Paulo e beneficiará 275 mil alunos até 2015

A iniciativa deve gerar aos cofres públicos uma economia de R$ 6 milhões somente no segundo semestre deste ano

A perspectiva é uma redução de gastos de R$ 13,9 milhões e de, no mínimo, 216 mil m³ de água por ano

      

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quarta-feira, 10, a ampliação do Programa de Uso Racional da Água (Pura), que será implantado em mais 240 escolas estaduais da Região Metropolitana de São Paulo, por meio de parceria entre a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e a Sabesp.

A Educação investirá R$ 15,5 milhões na ação, a ser executada de julho deste ano a dezembro de 2015. Os primeiros resultados das intervenções a serem feitas nas escolas devem gerar, somente no segundo semestre deste ano, uma redução de gastos de R$ 6 milhões. A perspectiva é uma economia anual de R$ 13,9 milhões e de, no mínimo, 216 mil m³ de água até 2015.

O programa prevê medidas como conserto, manutenção e substituição de equipamentos hidráulicos e instalação de equipamentos de telemedição em hidrômetros, para comunicação da Sabesp em casos de eventuais vazamentos, além de orientações sobre o uso consciente da água. O objetivo é promover mudanças culturais e tecnológicas, visando à redução do consumo e utilização racional de água.

Dos R$ 15,5 milhões que o Governo do Estado vai empregar no programa, R$ 4,64 milhões serão destinados ao serviço de telemedição nas 240 escolas contempladas no novo contrato e nas unidades atendidas na primeira etapa.

Iniciada em 2008, a ação já beneficiou mais de 350 mil alunos de 345 escolas estaduais da capital e Grande São Paulo. Foram mais de R$ 17 milhões e de 610 mil m³ de água economizados por ano. O volume equivale ao consumo de água anual de uma cidade com cerca de 14 mil habitantes.

Somente na Escola Estadual Professora Yolanda Bernardini Robert, localizada em Cidade Ademar (zona sul de SP), onde o governador Geraldo Alckmin, o secretário da Educação do Estado de São Paulo, professor Herman Voorwald, e o diretor financeiro da Sabesp, Rui de Britto Alvares Affonso, fizeram o anúncio da ampliação do programa, houve redução de 38% no consumo de água. Em 2009, eram 542 m³ por mês, enquanto em 2012, o volume passou para 336 m³.

Além das mudanças na estrutura física para combater o desperdício, as escolas participantes que conseguirem reduzir o consumo de água em pelo menos 10% ganham desconto de 25% na conta de água.

“Iniciativas como essa são importantes para formar cidadãos conscientes sobre a importância da sustentabilidade. Assim, nossos alunos aprendem a usufruir e preservar o meio ambiente”, afirma o secretário Herman Voorwald.

 

Número de escolas por diretoria regional de ensino que serão contempladas:

Diretoria de Ensino

Nº de escolas

Caieiras

10

Carapicuíba

11

Itapecerica da Serra

7

Itapevi

4

Itaquaquecetuba

12

Jacareí

3

Mauá

10

Osasco

7

São Bernardo do Campo

17

São Paulo – Centro

16

São Paulo – Centro-Oeste

20

São Paulo – Centro-Sul

13

São Paulo – Leste 1

13

São Paulo – Leste 2

6

São Paulo – Leste 3

10

São Paulo – Leste 4

8

São Paulo – Leste 5

6

São Paulo – Norte 1

11

São Paulo – Norte 2

11

São Paulo – Sul 1

4

São Paulo – Sul 2

7

São Paulo – Sul 3

7

Suzano

16

Taboão da Serra

11