quarta-feira, 07/11/2012
Imprensa

Secretaria da Educação leva 5.120 alunos da região de Campinas à 30ª Bienal de São Paulo neste mês

Estudantes das diretorias regionais de ensino de Bragança Paulista, Campinas Leste e Oeste, Jundiaí e Sumaré conhecerão a mostra por meio do programa Cultura é Currículo A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo levará 5.120 alunos de escolas estaduais localizadas na região de Campinas para visitar a 30ª Bienal de São Paulo durante […]

Estudantes das diretorias regionais de ensino de Bragança Paulista, Campinas Leste e Oeste, Jundiaí e Sumaré conhecerão a mostra por meio do programa Cultura é Currículo

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo levará 5.120 alunos de escolas estaduais localizadas na região de Campinas para visitar a 30ª Bienal de São Paulo durante este mês. A ação integra o programa Cultura é Currículo e atenderá escolas vinculadas às diretorias regionais de ensino de Bragança Paulista, Campinas Leste e Oeste, Jundiaí e Sumaré. O critério de escolha dessas diretorias de ensino foi a distância da capital (no máximo 120 km).

A 30ª edição Bienal de Arte de São Paulo, que teve início em setembro, apresenta o tema “A iminência das Poéticas” e já recebeu cerca de 51 mil alunos da rede estadual por meio do Cultura é Currículo. Um dos objetivos do programa é despertar entre os estudantes a sensibilidade para a arte e intensificar, por meio das diversas formas de manifestação artística, as atividades pedagógicas desenvolvidas em sala de aula. 

Na Escola Estadual Professor Coriolano Monteiro, na região de Campinas, os alunos da 2ª série do Ensino Médio já se preparam para criar a sua própria exposição de arte. Dos projetos em desenvolvimento, destaca-se a criação de pinturas, grafite, música e teatro. A professora de arte Maria Josefina Ambiel explica que no início de outubro os estudantes começaram a pesquisar sobre a Bienal e tiveram a ideia de apresentar o próprio trabalho. “O mais importante é demonstrar como a criatividade pode servir como expressão para esses alunos e estimular o interesse pelo conhecimento”, ressalta a docente.

Entre os projetos em andamento, está o do grupo de Valéria Alves Braga, estudante da 2ª série do Ensino Médio. Após pesquisas e estudos sobre o tema, ela e os colegas resolveram criar um projeto sobre fotografia. “Após conhecer o tema, tivemos a ideia de fotografar as sombras de pessoas para obter uma interpretação artística de busca pela alma do ser humano”, diz a aluna de 16 anos que visitará pela primeira vez uma exposição de arte. “Estamos muito ansiosos para conhecer a Bienal e tentar entender como foi o processo de criação das obras”, conta.

Dos 5.120 estudantes beneficiados, 1.040 são de escolas atendidas pela Diretoria Regional de Ensino de Bragança Paulista; 1.000, de instituições administradas pela Diretoria de Ensino de Campinas Leste; 1.000, de unidades da Diretoria de Ensino de Campinas Oeste; 1.040 frequentam escolas abrangidas pela Diretoria de Jundiaí; e 1.040 estudam em escolas da Diretoria de Ensino de Sumaré.

Neste mês, a ação conta com investimento de R$ 523 mil, que inclui o transporte e o lanche dos estudantes fornecidos pela pasta. As vagas são disponibilizadas mensalmente às diretorias regionais de ensino, que as distribuem às escolas estaduais de sua região.

 Sobre o Cultura é Currículo

Implantado em 2008, o Cultura é Currículo está inserido na proposta curricular, com objetivo de democratizar o acesso de professores e alunos da rede estadual a produções culturais que contribuam para ampliar sua formação. O programa foi concebido conforme o Currículo do Estado de São Paulo, observando as orientações pedagógicas da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB), e é composto por três projetos: Lugares de Aprender: A Escola Sai da Escola, com visitas a espaços culturais como museus e parques; Escola em Cena, que leva alunos para apresentação de peças teatrais e espetáculos de dança; e O Cinema Vai à Escola, voltado a exibições de filmes nas unidades que mantêm Ensino Médio. Até o fim do ano, o programa receberá um investimento total de cerca de R$ 29 milhões.