terça-feira, 24/04/2012
Imprensa

Secretaria da Educação oferece curso de formação para professores-mediadores

Docentes que desempenham a função em 920 escolas participarão do curso Mediação Escolar e Comunitária Terá início quinta-feira (26/04) o curso Mediação Escolar e Comunitária para 959 educadores da rede estadual de ensino. A formação é voltada para todos os docentes que atuam na função de professor-mediador em 920 escolas estaduais e que não estão […]

Docentes que desempenham a função em 920 escolas participarão do curso Mediação Escolar e Comunitária

Terá início quinta-feira (26/04) o curso Mediação Escolar e Comunitária para 959 educadores da rede estadual de ensino. A formação é voltada para todos os docentes que atuam na função de professor-mediador em 920 escolas estaduais e que não estão entre os profissionais que já participaram das três edições anteriores do treinamento.

A rede estadual conta hoje com 2.315 professores-mediadores, profissionais do magistério que desenvolvem projetos pedagógicos para ampliar os fatores de proteção e coibir eventuais fatores de vulnerabilidade e conflitos inerentes à comunidade escolar. O número de docentes na função hoje é 16% maior do que em 2011 e deve aumentar até o fim do ano. Ao todo, 2.003 escolas contam com o trabalho desses educadores.

O acesso ao curso deve ser feito por meio do site www.escoladeformacao.sp.gov.br/mediacao. Os participantes foram inscritos pelos gestores regionais do Sistema de Proteção Escolar, programa, criado em 2009, que visa à prevenção de conflitos no ambiente escolar, à integração entre a escola e a rede social de garantia dos direitos da criança e do adolescente e à proteção da comunidade escolar e do patrimônio público.

O curso tem carga horária total de 78 horas, é semipresencial e composto de seis módulos. Três deles são realizados presencialmente por videoconferência, ao vivo, com tutoria no ambiente de aprendizagem da Rede do Saber da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores (EFAP) “Paulo Renato Costa Souza”, totalizando três horas. Os outros três são desenvolvidos por meio de atividades on-line no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da EFAP, totalizando 75 horas.

O objetivo é preparar os profissionais para atribuições como: adotar práticas de mediação de conflitos no ambiente escolar e apoiar o desenvolvimento de ações e programas de Justiça Restaurativa; orientar os pais ou responsáveis sobre o papel da família no processo educativo; desenvolver atividades pedagógicas que contemplem a comunidade do entorno da escola; analisar os fatores de vulnerabilidade e de risco a que possa estar exposto o aluno; orientar a família ou os responsáveis para a procura de serviços de proteção social, se necessário; identificar e sugerir atividades pedagógicas complementares, a serem realizadas pelos estudantes fora do período letivo; orientar e apoiar os alunos na prática de seus estudos.

 

Cronograma do curso e respectivas cargas horárias:

Módulo

Carga horária

Período

Sistema de Proteção Escolar e o Papel do Professor-Me­diador Escolar e Comunitário na Escola

3 horas

26 de abril

Conflito e Violência: o que têm a ver com a escola e as pessoas?

Gestão Pacífica de Conflitos: mediação

Diagnóstico de Vulnerabilidade e Risco Escolar

25 horas

2 a 22 de maio

Educação e Comunidade

25 horas

23 de maio a
15 de junho

Desenho e Gestão de Projetos Transversais

25 horas

18 de junho a
6 de julho