quarta-feira, 19/03/2008
Últimas Notícias

Secretaria inicia novo modelo de ensino técnico para alunos da rede estadual

Parceria com prefeitura de Indaiatuba beneficiará cerca de 2.000 alunos do Ensino Médio A Secretaria de Estado da Educação e a Prefeitura de Indaiatuba (via Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura – Fiec) fecharam nesta quarta-feira, 19 de março, parceria para oferecer curso técnico profissionalizante a 2 mil alunos da rede estadual. Os estudantes do […]

Parceria com prefeitura de Indaiatuba beneficiará cerca de 2.000 alunos do Ensino Médio

A Secretaria de Estado da Educação e a Prefeitura de Indaiatuba (via Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura – Fiec) fecharam nesta quarta-feira, 19 de março, parceria para oferecer curso técnico profissionalizante a 2 mil alunos da rede estadual. Os estudantes do 3º ano do Ensino Médio da rede estadual na cidade poderão participar dos cursos: informática, automação industrial, segurança do trabalho, logística e processos químicos. O ensino começará em 2 de abril.

Os cursos terão duração de 18 meses. A expectativa é que a maioria dos alunos já saia com estágio remunerado ou empregado. Os cursos serão voltados para o mercado de trabalho de Indaiatuba, que abriga empresas importantes, como Unilever e Toyota. É o início de um projeto da Secretaria para diversificar o currículo do Ensino Médio na rede estadual de Educação.

Outras parcerias estão sendo fechadas pela Secretaria, com prefeituras de todo o interior paulista. “É um início importante. São dois mil alunos que poderão ter curso técnico. Além da formação tradicional, terão uma formação para entrar no mercado de trabalho”, afirma a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro. “Estado e prefeitura trabalham conjuntamente para beneficiar os estudantes da cidade. Pela primeira vez todos os alunos de uma rede de um município paulista são beneficiados com cursos técnicos”.

As aulas em Indaiatuba serão assim distribuídas: quem estuda de manhã terá uma vez por semana aulas na Fiec. Quem estuda à noite freqüentará o curso aos sábado.

Ensino Médio profissionalizante

A Secretaria implantará 50 mil vagas para Gestão de Pequenas Empresas já no segundo semestre deste ano. A pasta definiu que esta modalidade será oferecida a 50 mil alunos, todos da Grande São Paulo, a partir do 2º ano. Somente para a capital serão cerca de 24 mil vagas.

O curso técnico será semi-presencial, no modelo Tele Curso Técnico, em parceria com o Centro Paula Souza, referência na área. A Secretaria estuda a forma de seleção dos alunos que poderão participar e pretende ampliar a oferta gradativamente. A idéia é, após esta fase inicial na Grande São Paulo, levar o projeto para interior e litoral do Estado.

Certificado pelo Paula Souza em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o curso terá duração de três semestres. O aluno deve começar a cursá-lo no 2º ano, nos períodos noturno e diurno. Serão seis aulas semanais.