sexta-feira, 03/08/2018
Agenda do secretário

Secretaria realiza o último Encontro de Polos na cidade de Itapevi

Equipe da Secretaria da Educação se reuniu com professores, alunos e representantes das Diretorias de Ensino do Polo 6

Nesta sexta-feira (03), a Secretaria de Estado da Educação realizou no município de Itapevi o 15º Encontro de Polos. O evento reuniu professores, alunos e representantes do Polo 6, que concentra as Diretorias de Ensino de Caieiras, Carapicuíba, Itapecerica da Serra, Itapevi, Osasco e Taboão da Serra.

Na ocasião, o secretário de Estado da Educação, João Cury, anunciou a liberação de recursos para as unidades que integram o Programa Escola da Família. Cada escola receberá R$ 1,5 mil, totalizando mais de R$319 mil para região.

“A rede é muito grande para ser administrada da Praça da República (sede da Secretaria da Educação em São Paulo). Temos que ir e ouvir as pessoas que estão dentro da escola, porque só elas conhecem as verdadeiras dificuldades”, explica Cury.

Ainda, foram assinados autorizos de obras para escolas estaduais que integram o Polo. Ao todo, serão investidos mais de R$1,1 milhão para reformas e melhorias das infraestruturas dos prédios. Com este encontro, a comitiva da pasta finaliza as reuniões feitas nas 15 regiões administrativas do Estado.

“Nós temos o entendimento que se queremos um aluno bem cuidado e bem tratado temos que fazer a nossa parte”, completa Júlio Ramos, coordenador da Coordenadoria de Infraestrutura e Serviços Escolares (CISE).

Grêmios Estudantis

Assim como nos Encontros anteriores, a equipe da Secretaria recebeu alunos gremistas da região para pensar em melhorias em conjunto para a rede. Um dos assuntos mais abordados foi sobre o Orçamento Participativo, programa recém-lançado pelo Governo do Estado que destinará cerca de R$5 mil a todas equipes gremistas.

“O dinheiro será repassado aos grupos via Associação de Pais e Mestres. Com esse valor, os alunos terão que definir as prioridades que irão beneficiar a maior parte da comunidade escolar”, afirma Raphaella Burti, coordenadora do projeto.

A verba, dessa forma, será liberada na segunda quinzena de setembro e os jovens terão que executar os projetos até o final de novembro. Além de auxiliar com os projetos da comunidade escolar, o Orçamento Participativo é uma forma de fazer com que os alunos compreendam a importância da responsabilidade.

“Democracia só acontece na prática e, por isso, queremos que todas as escolas formem seus grupos gremistas”, ressalta Sônia Brancalion, membro da equipe responsável pelo Grêmio Estudantil da pasta. Vale lembrar que, hoje, 95,2% das escolas paulistas já possuem equipes do gênero.