quinta-feira, 25/07/2013
Professores e Funcionários

Secretário fala sobre ações da Educação em palestra no Congresso do Noroeste Paulista

Com tema “Os Direitos de Aprendizagem”, secretário abordou o trabalho desenvolvido na rede estadual

Os programas desenvolvidos pela Secretaria da Educação foram destaque na palestra que o secretário Herman Voorwald ministrou durante o 2º Congresso Internacional de Educação do Noroeste Paulista, que segue até a próxima sexta-feira (26).

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Durante a apresentação, que aconteceu na última terça-feira (23), o secretário falou sobre a educação na região noroeste do Estado, onde a Secretaria da Educação atende 56 mil alunos, em 120 escolas abrigadas pelas diretorias de ensino de Fernandópolis, José Bonifácio, Jales e Votuporanga. “O meu entendimento é que a Educação é uma prioridade de gestão. Não só nos 50 municípios que compõem a região noroeste, mas em todo o Estado de São Paulo”, afirma.

Com o tema “Os Direitos de Aprendizagem”, a palestra do secretário abordou o trabalho desenvolvido pela rede estadual de ensino, além de apresentar as ações da Pasta. Entre os programas mencionados, estavam o Residência Educacional e o Vence.

O novo modelo de escola de tempo integral, programa que será desenvolvido nas cidades do noroeste paulista, também foi abordado pelo secretário. Atualmente, a E.E. Afonso Cafaro, em Fernandópolis, é uma das escolas que funciona dentro do programa. Em 2014, outras três unidades da região passarão a oferecer a modalidade de ensino. Com a medida, serão abertas 900 novas vagas em unidades de período integral.

Encontro

Durante a visita à Votuporanga, cidade que abriga o congresso, o secretário Herman Voorwald participou de uma reunião com educadores da Diretoria de Ensino para apresentar os projetos desenvolvidos na região e falar sobre os investimentos na infraestrutura das escolas.

A região do Noroeste Paulista recebeu aporte de mais de R$ 135 milhões para o desenvolvimento de ações na área da Educação. Desse total, cerca de R$ 69 milhões foram investidos para a realização de obras, o que possibilitou a criação de mais 4 mil vagas em escolas estaduais.