terça-feira, 28/05/2019
Educação Especial

Segurança e ética na internet é tema de formação na E. E. Raul Brasil, em Suzano

Mais de 20 professores da escola participaram de evento promovido pela Efape/Seduc

Como a internet transformou relações e como ela requer atenção no processo de formação e aprendizagem nas escolas? O tema, de tão importante nos dias de hoje, foi debatido em uma formação para professores, diretores e dirigentes nesta terça-feira, na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano. Promovido pela Secretaria de Educação, por meio da Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores e Educadores do Estado de São Paulo (EFAPE), o evento contou com parceria da Safernet, ONG especializada no assunto.

“O mundo é cada vez mais digital e gera problemas cada vez mais digitais. O que podemos fazer para diminuir esses problemas e resolver as questões que acontecem na internet, seja ela na escola, seja ela para a vida?”, explica Rodrigo Nejm, diretor pedagógico da Safernet.

O encontro repassou temas como o Marco Civil da Internet, questões relacionadas à ética e principalmente segurança. O uso da internet pelos alunos, em sala de aula ou não, foram abordados com exemplos de práticas seguras de uso de redes sociais, sites e compartilhamento de dados com terceiros.

Além disso, o papel do professor e do educador foi discutido com base em dados sobre o consumo atual de internet e interesses do jovem nesse cenário. Segundo os palestrantes, o fácil acesso à internet mudou o perfil do estudante. Mais antenado e conectado, ele se dá bem com habilidades instrumentais, mas não tem discernimento ao identificar potenciais riscos no ambiente online.

“O jovem de hoje se interessa e estuda com afinco o que ele tem interesse. Gostam de ser habilidosos em interesses específicos, mas se não tiver oportunidade de ampliar esse leque de oportunidades e incorporar esse uso da tecnologia na cidadania, em respeito ao outro, ele não terá a maturidade necessária para usar a internet de forma ampla”, pontua Rosa Lamana, professora de tecnologia e arte da Centro de Formação e Desenvolvimento Profissional de Professores da Educação Básica (CEFOP).

Outro ponto de debate foi segurança. A palestra teve como foco a ação do professor junto aos estudantes para evitar acidentes ou comportamentos de riscos e estimular o uso maduro e consciente da multiplicidade de opções que os jovens encontram na internet.

“Há vários fatores de segurança que não sejam apenas aquelas relacionadas à fraude ou vírus. As informações que colocamos em perfis de redes sociais são um exemplo”, explica Rodrigo Nejm. “O que falamos sobre o outro, que possa agredir ou ofender, também é uma segurança. Isso, na verdade, é sobre cidadania, e não apenas sobre internet”, conclui.

A palestra contou com mais de 20 professores que atuam na E. E. Raul Brasil, além da presença da diretora e vice-diretora da unidade. Ao fim, a Safernet distribuiu o livro “#Internet com Responsa na Sala de Aula”, um manual com dicas e sugestões de atividades para professores incluirem o uso da tecnologia nas aulas.