quinta-feira, 01/11/2012
Ler e Escrever

Seminário de Leitura e Escrita traz debate sobre oportunidades e desafios para a área

  Especialistas internacionais em alfabetização, leitura e escrita reuniram-se com os educadores da rede pública de ensino, em Águas de Lindoia, para uma reflexão sobre novas perspectivas para a área. O Seminário Internacional de Leitura e Escrita, promovido pelo Centro de Ensino Fundamental dos Anos Iniciais, da Secretaria da Educação, colocou em debate os desafios […]

20101101_seminrio_620 

Especialistas internacionais em alfabetização, leitura e escrita reuniram-se com os educadores da rede pública de ensino, em Águas de Lindoia, para uma reflexão sobre novas perspectivas para a área. O Seminário Internacional de Leitura e Escrita, promovido pelo Centro de Ensino Fundamental dos Anos Iniciais, da Secretaria da Educação, colocou em debate os desafios e oportunidades de ensinar crianças a ler e escrever em uma época dominada pelas tecnologias.

Alunos e funcionários contam em campanha do Portal da Educação seus hábitos de leitura

Conheça a página da Secretaria da Educação no Facebook

“A finalidade deste seminário é propor uma discussão ampla a respeito de leitura e escrita aos educadores dos anos iniciais da rede estadual de São Paulo. A partir das reflexões que serão provocadas pelas discussões, nós poderemos realinhar todo o trabalho da rede nos anos iniciais”, explica Sônia Jorge, diretora do Centro de Ensino Fundamental de Anos Iniciais (CEFAI).

O encontro contou a participação de educadores de Portugal e Argentina que falaram sobre diversos aspectos do trabalho nos primeiros anos da escolaridade. Especialistas e pesquisadores de diversas regiões do Estado também se apresentaram no evento.

Nas unidades de Ensino Integral, disciplinas eletivas aproximam alunos e escola

Canal da Educação no Youtube atinge cerca de 9 mil horas de vídeos assistidos

Entre eles, estava a professora da PUC-SP Jacqueline Peixoto, que falou sobre produção de textos nos anos iniciais e ressaltou a importância da integração de novos aspectos à aprendizagem. “As escolas precisam pensar que hoje o texto escrito está acompanhado de outros aspectos, portanto, não é mais possível trabalhar exclusivamente a linguagem verbal”, afirma. Para a educadora, recursos como imagens e áudio são alternativas para os professores.  “Existem possibilidades de trabalho envolvem a fotografia na narrativa, como os álbuns noticiosos. É possível, também, trabalhar com músicas e motivar os alunos a comentar”, explica.

Protagonistas

Ainda durante o seminário, cerca de 100 trabalhos desenvolvidos por educadores da rede, que integram o programa Ler e Escrever, foram apresentados aos presentes. “No seminário existe a possibilidade de ouvir e de fazer circular melhor as informações sobre o que está sendo feito na rede. Considero muito importante a apresentação dos trabalhos, pois as pessoas poderão ver o que os colegas de outros lugares estão fazendo”, comenta Telma Weisz, supervisora pedagógica do programa Ler e Escrever.

Histórias de professores da rede são destaque no “Mês do Professor”. Confira a cobertura!