terça-feira, 18/12/2007
Últimas Notícias

SP vai atrás de empresas que “adotem” escolas

Secretaria de Estado da Educação quer chegar a 500 escolas auxiliadas por empresas privadas A Secretaria de Estado da Educação inicia nesta semana um inovador projeto para melhorar a qualidade de escolas de todo o Estado. O governador José Serra e a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro, participaram de encontro […]

Secretaria de Estado da Educação quer chegar a 500 escolas auxiliadas por empresas privadas

A Secretaria de Estado da Educação inicia nesta semana um inovador projeto para melhorar a qualidade de escolas de todo o Estado. O governador José Serra e a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro, participaram de encontro com cerca de 300 empresários de todo o Estado, com objetivo de mostrar resultados e convidá-los a participar do Parceiros da Educação, projeto que reúne escolas “adotadas” por empresas.

Atualmente 52 escolas participam do projeto. A Secretaria quer chegar a 500. As empresas, após avaliação da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão da Secretaria, auxiliam na ampliação, reestruturação ou modificação de escolas.

“É um projeto que já deu certo. Agora iremos ampliá-lo. Visamos melhorar a qualidade do ensino e o aproveitamento escolar dos alunos. O Estado continua responsável pelo aprendizado, como não poderia ser diferente, mas a responsabilidade social das empresas entra em jogo”, afirma a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro.

O Programa Parceiros da Educação se espelha no modelo de parceria empresa-escola em operação desde 1991, com 3 escolas públicas da comunidade de Paraisópolis. A partir dessa experiência, outros empresários foram envolvidos e estabeleceram parcerias com outras escolas. Em 2005 esse modelo de parceria foi formalizado pela Secretaria Estadual da Educação de São Paulo por meio do Projeto Empresa-Educadora.

Não existe um valor mínimo para o investimento e os recursos são repassados diretamente para a Associação de Pais e Mestres (APM) da escola. Em conjunto com a empresa, ambos decidem a prioridade de acordo com a diretrizes educacionais da Secretaria de Estado da Educação.

Depois de um ano de projeto, a empresa recebe o Selo Empresa Educadora, outorgado pela Secretaria, um reconhecimento como instituição ativa e socialmente responsável.

Melhorias

Por intermédio das parcerias, as escolas estaduais ganham melhorias imediatas e a médio prazo. Bons exemplos são as escolas estaduais Professora Etelvina de Góes Martucci, adotada pela Porto Seguro Seguradoras, e Doutor Francisco Brasiliense Fusco, do Grupo Ypy. Na primeira a empresa reformou de imediato a secretaria e o piso da escola, além de ficar responsável pela manutenção da sala de informática, contratação de serviços de limpeza, monitoramento por alarme e instalação de internet banda larga.

Na segunda escola houve reforma do sistema de esgoto, construção de nova lixeira, reforma completa da quadra esportiva e dos alambrados, limpeza do terreno e construção de laboratório de informática para 45 alunos, entre outras alterações.

“São mudanças importantes. Verificamos que o desempenho dos alunos acaba sendo ampliado, segundo as avaliações anuais. Com estrutura adequada os alunos crescem”, diz Maria Helena.

Investimentos

A Secretaria de Estado da Educação investiu em 2007 cerca de R$ 550 milhões em ampliações, reformas e melhorias de escolas estaduais. Até 2010 a previsão é destinar cerca de R$ 1 bilhão, para que surjam 74 novas escolas e sejam reformadas outras 77.

“As parcerias com empresas são um complemento ao projeto de recuperação de escolas do governo do Estado. Estamos investindo pesadamente em melhorias para os alunos, em estruturas melhores”, diz a secretária.

Empresas que já participam

Grupo Pão de Açúcar / Axialent

CPM Braxis

Instituto Votorantim

GP Investimentos

BBI – Bradesco Investimentos

Sertrading

Porto Seguro Seguradora

M13 Tecnologia

Grupo Ourinvest

Grupo YPY

Mineradora Santa Elina

TV1

Matos Filho Veiga Filho Marrey Jr.e Quiroga Advogados

Rio Bravo Securitizadora

Tarpon Investimentos

Marcelo Saad (Credit Suisse)

Instituto Rukha

Fundação Lemann

AME Campos de Jordão

Macron Indústria Gráfica

BASF / Suvinil (SBC)

Mangels

Visteon Sistemas Automotivos

Pater Empreendimentos

GWI Asset Management

Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados

Roberto Sallouti (UBS)

Tozzini Freire Advogados

Iguatemi Empresa de Shopping Centers

Tecnisa

Marcos Moraes (Sagatiba)

Suzano Papel e Celulose