segunda-feira, 03/10/2016
Agenda do secretário

Startups partilham experiências sobre tecnologias aplicadas à educação

Primeiro Simpósio Hackademia aconteceu na sede da Secretaria, nesta sexta (30)

Resultados positivos de experiências em sala de aula e debates sobre o impacto de ferramentas tecnológicas no processo de ensino-aprendizagem marcaram a primeira edição do Simpósio sobre tecnologias educacionais, iniciativa da Hackademia, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação. O evento aconteceu no Prédio Caetano de Campos, nesta sexta-feira (30).

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

O Secretário de Estado da Educação, José Renato Nalini, prestigiou a abertura do evento. “As tecnologias disponíveis contribuem para a implementação de uma aprendizagem ao longo da vida e isso nós temos de nos conscientizar. O dia em que não aprendemos nada é um dia perdido”, disse o secretário.

O Simpósio foi transmitido em tempo real pelo canal no Youtube da Educação e contou com a presença de 24 startups, 450 profissionais, entre diretores, professores e coordenadores pedagógicos. “O objetivo aqui é juntar todos os educadores da rede de ensino para trabalhar essa temática tão importante que é trabalhar a tecnologia em sala de aula”, disse Ana Carolina Nunes Lafemina, coordenadora da EVESP.

A programação do evento foi composta por palestras, debates e apresentações de cases reais. O gerente nacional da Matific, plataforma de tecnologia educacional israelense, voltado ao ensino de matemática, Dennis Szyller, lembrou que um dos maiores benefícios da tecnologia é respeitar o nível de cada aluno. “Desta forma, o professor pode, através da tecnologia, adequar o conteúdo ao nível de cada estudante dentro da sala de aula”, disse.

Apoio pedagógico

Na rede estadual de São Paulo, a tecnologia já é aliada do ensino e oferece ferramentas como o Acessa Escola, ambiente que estimula o uso das tecnologias como recurso pedagógico para professores e alunos desenvolverem as habilidades e as competências previstas no currículo. Os educadores contam ainda com o Currículo+, plataforma online, que possibilita o acesso às sugestões, feitas pelos próprios professores, de recursos digitais articulados com o Currículo do Estado de São Paulo.

Outra iniciativa da Educação é a Evesp (Escola de Virtual de Programas Educacionais). Lançado em 2011, o espaço é dedicado a alunos e ex-alunos da rede paulista. Hoje estão disponíveis, 24 horas por dia, nove cursos gratuitos regulares, especiais e de capacitação. Todos oferecem certificados e são registrados no histórico escolar.