• Siga-nos em nossas redes sociais:
quinta-feira, 26/02/2004
Últimas Notícias

Voluntariado faz mosaicos e abre novas perspectivas para a comunidade

O voluntariado oferece ótimas oportunidades para todos os envolvidos, como demonstra João Moreira Gomes Neto, 41 anos, de Araraquara, que através do programa Escola da Família transmite seus conhecimentos na arte do mosaico a pessoas de todas as idades. João é um verdadeiro representante da ação multiplicadora do voluntariado: ele aprendeu suas técnicas justamente em […]

O voluntariado oferece ótimas oportunidades para todos os envolvidos, como demonstra João Moreira Gomes Neto, 41 anos, de Araraquara, que através do programa Escola da Família transmite seus conhecimentos na arte do mosaico a pessoas de todas as idades.

João é um verdadeiro representante da ação multiplicadora do voluntariado: ele aprendeu suas técnicas justamente em uma oficina promovida por um voluntário, do qual se tornou amigo e com quem ainda tira dúvidas, troca técnicas e idéias.

Acompanhando o “Escola da Família” desde o início, João partiu de várias propostas e agora acredita ter adquirido experiência para reformular algumas ações e solidificar o projeto que desenvolve na EE Jandyra Nery Gatti.

Para possibilitar que mais pessoas participem da oficina, ele priorizou o método intuitivo. Assim, João pode acompanhar as dificuldades e estimular a criatividade de cada participante. A iniciativa mostrou-se acertada, pois ele conseguiu alcançar um público amplo: entre seus alunos, há crianças, jovens e pessoas já na terceira-idade.

Essa diversidade contribui para que a aula se torne mais dinâmica. Enquanto os jovens aprendem uma nova arte, os mais velhos estudam criar uma cooperativa de artesanato para vender as peças que aprendem a produzir.

João enfatiza a importância da reciclagem de materiais para a confecção dos mosaicos: papelão, espelho, casca de ovo e sobras de azulejo podem ser usados na composição das peças – fator que também diminui os custos de produção. Além da técnica básica, João enriquece suas aulas com conceitos de Geometria e História da Arte.

Para esse ano, os planos do professor são muitos: fazer tabuleiros de xadrez com mosaico; produzir um mural para a escola; ensinar novas técnicas aos alunos; buscar parcerias; expor os trabalhos realizados; treinar pessoas que possam levar o projeto a outras escolas; e por fim, tentar levar esse trabalho voluntário para a FEBEM: “Se tenho algo para dar a alguém, eu vou dar”, afirma João Neto.

Aline Viana