terça-feira, 04/02/2020
Governo do Estado de São Paulo
CEL

Começam as aulas do CEL – Centro de Estudo de Línguas

Estudantes da rede que se cadastraram para cursar línguas estrangeiras no Centro de Estudos de Línguas (CEL) devem ficar atentos: as aulas começam junto ao ano letivo, que teve início nesta segunda-feira (03). Cada unidade escolar propõe seu próprio cronograma de aulas, bem como a oferta de idiomas, que varia de acordo com a demanda […]

Estudantes da rede que se cadastraram para cursar línguas estrangeiras no Centro de Estudos de Línguas (CEL) devem ficar atentos: as aulas começam junto ao ano letivo, que teve início nesta segunda-feira (03). Cada unidade escolar propõe seu próprio cronograma de aulas, bem como a oferta de idiomas, que varia de acordo com a demanda e disposição de um professor habilitado para ministrar as aulas.

As aulas acontecem sempre no período de contraturno ou aos sábados, e os cursos são organizados por semestre, exceto o de inglês que é anual. Para fazer as aulas de inglês é necessário estar cursando o Ensino Médio. Para os demais, basta estar matriculado em uma das turmas a partir do 7º ano do Ensino Fundamental até da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e do Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos (CEEJA).

O Centro de Estudos de Línguas tem como objetivos principais proporcionar ao estudante da rede estadual a oportunidade de aprender gratuitamente uma ou mais línguas estrangeiras, aumentando suas chances de participar de programas de intercâmbio estudantil, feiras de ciências e fóruns internacionais.

“Em três anos de curso, por exemplo, o aluno sai capacitado. Sai fluente em falar, escrever e ler. Então para isso trabalhamos com textos de interpretação em que eles conseguem colher informações do texto e compreender”, explica a professora de Japonês do CEL, Edna Tanaka.

Os cursos são ofertados em módulos semestrais, exceto o de inglês, oferecido anualmente. Para fazer as aulas de inglês é necessário estar cursando o ensino médio. Para os demais idiomas, basta estar matriculado em uma das turmas a partir do 7º ano do ensino fundamental até da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e do Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos (CEEJA).

“O Centro de Estudo de Línguas pode mudar a vida profissional de um aluno, mas a pessoal também. Possibilita maior entendimento de identidade cultural, de respeito… tudo isso muda em nós, é um crescimento. O Centro de Língua faz a diferença na formação do aluno”, comemora Nathan Ventura, professor de Espanhol do CEL.

As inscrições aconteceram durante todo o mês de janeiro. Escolas com vagas remanescentes ainda podem inscrever alunos para aulas que comecem no sábado. Para isso, é recomendado que o aluno busque a diretoria da unidade para se informar.