quinta-feira, 02/07/2015
CEL

Concurso de Desenho Toyama recebe trabalhos até a próxima segunda-feira (6)

Os 15 melhores trabalhos serão expostos em um festival, no Japão

Os alunos do curso de japonês da rede estadual, oferecido pelos Centros de Estudos de Línguas (CEL), podem ter seus desenhos expostos na 8ª edição do Concurso de Desenho Toyama, no Japão. Neste ano, os trabalhos devem seguir o tema “Hanami Matsuri”, que em português significa “contemplar ou apreciar” as flores de cerejeiras. Os participantes devem ter idade mínima de 15 anos.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Os desenhos deverão ser produzidos em sala de aula, sob a orientação de um professor, e enviados à Educação até a próxima segunda-feira (6). Os autores dos 15 melhores trabalhos, além do espaço no evento, receberão certificado de participação.

– Confira o regulamento

O concurso faz parte do Festival de Arte e Cultura de Toyama e reúne arte, teatro, dança e literatura, além de traços culturais japoneses. A exposição apresenta obras infanto-juvenis de diversas localidades, incluindo o Estado de São Paulo. A competição incentiva à pesquisa de conhecimento da cultura oriental e visa à produção e divulgação dos trabalhos de alunos.

“Hoje funcionam em todo o Estado 223 unidades dos Centros de Estudo de Línguas. Os espaços oferecem cursos gratuitos de até sete idiomas, incluindo o japonês. Pesquisa feita no início do ano revelou que o interesse pela língua cresceu na rede. Entre 2013 e 2014, o aumento foi de 74%. Boa parte dos jovens escolhem o japonês por ter familiaridade com animes e mangás”, explica o secretário da Educação, Herman Voorwald.

Para mais informações sobre o concurso, os interessados devem entrar em contato com o Centro de Referência em Educação Mario Covas, pelo e-mail: premioseconcursosCRE@edunet.sp.gov.br  

Japão é destino de alunos da rede

Em junho, três estudantes da rede estadual deram início a uma experiência única. Eles embarcaram para um intercâmbio de um mês no Japão. Os estudantes de Cotia, São José dos Campos e São Paulo concorreram com outros 10 jovens brasileiros e foram avaliados de acordo com a capacidade de conversação no idioma. Durante o período na Ásia, eles farão curso de aperfeiçoamento na língua e ficarão hospedados em casa de famílias japonesas.