terça-feira, 15/03/2016
A Escola Que Queremos

Veja como foi o lançamento do projeto “A Escola que Queremos”

A reunião, entre o secretário e os alunos, aconteceu no polo de Bauru

Na última quinta-feira (10), o secretário da Educação, professor José Renato Nalini, deu início ao projeto “A Escola que Queremos”. A primeira cidade visitada foi Bauru, onde os estudantes das escolas da cidade e próximas da região puderam fazer perguntas e interagir com o secretário sobre diversos assuntos referentes à educação paulista. A reunião também foi transmitida em tempo real na página do programa e aberta para interação no canal do Youtube da Educação.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

“Todos temos um sonho e chegou a vez de ouvir os próprios alunos, que são a razão de ser da Secretaria da Educação e da rede pública estadual. Eles são os destinatários do nosso trabalho, de nossas preocupações, anseios, ideais e, por isso, gostaríamos de ouvi-los”, disse José Renato Nalini, durante a primeira reunião.

O objetivo do projeto é dar voz aos estudantes, para que eles mostrem as iniciativas criadas em cada unidade e ainda apontem quais são os principais impedimentos. A ação percorrerá todo o Estado, incluindo capital e região metropolitana. “Achei interessante esse encontro, pois isso mostra que o secretário está interessado em ouvir os alunos e oferecer a eles um ensino de qualidade”, disse a aluna Milena de Oliveira Rodrigues.

2016: todas as escolas terão grêmios

A participação mais efetiva dos Grêmios Estudantis é uma das metas traçadas pela Educação para este ano letivo. Em fevereiro, no primeiro dia de volta às aulas, o secretário anunciou a intenção de oficializar em todas as escolas – de Ensino Fundamental e Médio – uma agremiação estudantil. A ideia central é ampliar a participação dos 3,7 milhões de alunos da rede e dar maior transparência ao processo. O processo eleitoral será feito pelo voto direto e secreto dos estudantes de cada unidade.