segunda-feira, 23/11/2015
Pais e Alunos

Dirigente fala sobre critérios usados para a reorganização na região Centro Oeste

Diretorias de Ensino foram encarregadas de fazer um estudo detalhado de suas respectivas regiões

A partir de 2016, as escolas da rede estadual serão redistribuídas para atendimento segmentado por faixa etária, ou seja, serão separados os Anos Iniciais do Ensino Fundamental, os Anos Finais do Ensino Fundamental e o Ensino Médio.  Para determinar quais escolas passariam por essa reorganização, as Diretorias de Ensino (DEs) foram encarregadas de fazer um estudo detalhado de suas respectivas regiões.

Clique aqui e saiba mais sobre a reorganização escolar

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Segundo a dirigente de ensino da região Centro Oeste, Rosângela Aparecida de Almeida Valim, ela já enfrenta uma diminuição de cerca 2,5 mil alunos por ano. Por esse motivo, algumas unidades escolares já estavam sendo reorganizadas, a fim de otimizar a capacidade das escolas da região.

“Nós temos nos três períodos uma capacidade para atender 31.445 alunos, ou seja, temos 832 salas ociosas”, explicou a dirigente.

A Diretoria de Ensino Centro Oeste possui 75 escolas, sendo 47 com um único segmento. Com a reorganização, teremos 71 escolas e dessas 58 terão um único segmento. “Acreditamos que nossos resultados educacionais irão alavancar e muito, uma vez que, nesses últimos anos, uma escola estava reorganizaDiretorias de Ensino foram encarregadas de fazer um estudo detalhado de suas respectivas regiões da parcialmente, teve um rendimento 53% melhor sendo de um segmento, um avanço pedagógico incontestável”, acrescentou.

Ainda de acordo com dirigente, foi criada uma comissão para avaliar as especificações técnicas da região, repassada aos diretores de escolas para definirem as escolas que seriam reorganizadas. “A comissão ficou trabalhando em cima dos dados técnicos que nós temos, números, salas ociosas, quantidade de alunos e quais as probabilidades de cada escola. Essa comanda foi feita pelos diretores. Eles trouxeram o resultado das discussões que fizeram nos seus polos e, a partir daí, comissão foi analisando.”

“A necessidade de reorganizar essa diretoria é enorme, nós estávamos com escolas e prédios totalmente vazios e o outro prédio sendo ocupado de uma forma muito pequena pelos alunos, por falta de demanda. Temos escolas grandes que têm três salas no período da tarde e que poderiam ter 20 salas no mesmo período. Nós temos escolas que poderiam ter uma ocupação de 1840 alunos e na verdade estamos ocupando o prédio com 397 alunos”, acrescenta a dirigente.

Rosângela ressalta que todas as decisões foram pensadas levando em conta o benefício do aluno e as particularidades da regional. “Toda escola de único segmento consegue um rendimento substancialmente superior a qualquer outra que tenha dois ou três segmentos”, finaliza.