terça-feira, 15/05/2012
Creche Escola

Educação amplia programa Creche Escola e assina convênios com 54 municípios

Serão construídas 55 unidades infantis que beneficiarão alunos com até 5 anos de idade Com o objetivo de atender 7.350 crianças do interior de São Paulo, o Governador Geraldo Alckimin e Secretário da Educação, Herman Voorwald, assinaram convênio com 54 cidades do Estado para a construção de 55 creches. Com investimento de R$ 94 milhões, […]

Serão construídas 55 unidades infantis que beneficiarão alunos com até 5 anos de idade


Com o objetivo de atender 7.350 crianças do interior de São Paulo, o Governador Geraldo Alckimin e Secretário da Educação, Herman Voorwald, assinaram convênio com 54 cidades do Estado para a construção de 55 creches. Com investimento de R$ 94 milhões, a ação faz parte do programa Creche Escola, uma parceria entre a Secretaria da Educação a Secretaria de Desenvolvimento Social.

No programa, a responsabilidade pelas obras e construção das unidades de Educação Infantil fica por conta das prefeituras, que tem o prazo de até um ano para entregar as creches. O governo do Estado colabora com o repasse de verba, apenas.

“O Estado colabora para a ampliação da oferta de creches no interior. Esta ação é importante para garantir o direito à educação às crianças com menos de seis anos”, comenta o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Estavam presentes no evento prefeitos e autoridades das regiões beneficiadas, além do secretário-adjunto do Desenvolvimento Social, Nelson Baeta Neves Junior.

“A pré-escola é fundamental, pois o aluno já inicia na primeira série lendo”, comenta o Governador Geraldo Alckmin, que conclui: “a creche é boa para a mãe, que pode continuar no mercado de tralho e ótima para a criança que terá todo o cuidado necessário”.

Creche Escola

O programa, desenvolvido em parceria pelas secretarias da Educação e do Desenvolvimento Social,tem como objetivo ampliar o atendimento de crianças na Educação Infantil. Para isso, serão construídas ao todo mil creches completas, até 2014, em diversos municípios do Estado. Cada unidade terá capacidade de atender de 70 a 150 crianças. Cabe aos municípios oferecer o terreno que abrigará as novas unidades.