quarta-feira, 28/05/2014
Boas Práticas

Escola melhora desempenho em matemática com aula de educação financeira

Além de melhorar resultados, os alunos do Ensino Fundamental também mudaram hábitos de consumo

Índices de inflação e juros parecem ser assuntos apenas de interesse dos adultos. Porém, na E.E. Brasílio Machado, os alunos têm surpreendido a direção. Depois que começaram a participar de uma disciplina sobre educação financeira, os estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental não só mudaram hábitos de consumo como melhoraram os resultados em matemática.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

“Tenho aprendido muitas coisas. Como usar o dinheiro direito, como eram as notas antigamente, por que é importante guardar. Já estou até juntando para pagar minha faculdade no futuro”, conta o aluno de 10 ano, Enzo Lucca Graçapizarro.

O objetivo da iniciativa é fazer com que os alunos aprendam a consumir menos e tornem-se cidadãos mais conscientes, auxiliando os próprios familiares nessa descoberta. “Aprendo todos os dias com minha filha. Ela tem me ensinado que R$ 1 é importante e faz diferença sim”, revela Francineudo Lopes da Silva, pai da aluna Anna Luisa Ferreira Lopes.

Para ensinar o assunto de forma lúdica e divertida, a professora Beatriz Tormin Ribeiro faz uso de jogos e até de dinheiro de brinquedo.  A oficina, que faz parte da matriz curricular da Escola de Tempo Integral, foi escolhida pelos educadores da unidade em um momento em que os alunos apresentavam dificuldades em matemática.

“Os índices da nossa escola no Saresp estavam baixos em matemática. Depois da oficina de educação financeira tivemos um salto grande. Ainda queremos caminhar muito mais, mas essa foi uma sinalização de que estamos no caminho certo”, afirma a diretora da unidade escolar, Simone Santoro Romano.