terça-feira, 28/05/2019
Creche Escola

Três dicas para zelar pela segurança e ética na internet

Dicas podem ser aplicadas na sala de aula

A popularização da internet trouxe novas possibilidades de acesso ao conhecimento dentro da escola, mas também mudou as relações entre pessoas e gerou novos problemas. Um dos temas mais debatidos atualmente é como zelar pela segurança e ética no ambiente digital, cuja dinâmica é diferente do mundo real.

Segundo Rodrigo Nejm, da ONG Safernet, a primeira coisa que vem à mente quando o assunto é internet é que, apesar de pública, ela não é um espaço sem leis. “A internet não é um lugar onde há liberdade para tudo. Funciona como o mundo. A grande questão é: quando há conhecimento, a internet se torna um local mais seguro e mais inteligente”, explica.

A ONG, em parceria com a Secretaria da Educação de São Paulo, traz três dicas para educadores e professores estimularem o uso adequado e seguro da internet por alunos.

Não usar imagens não autorizadas

Apesar do celular permitir tirar fotos e postar em muitas redes sociais, é preciso tomar cuidado quando pessoas desconhecidas aparecem na foto. O cuidado é alertado a professores, que não podem postar fotos de aluno sem autorização prévia. “Como professores, muitas vezes gostamos de tirar fotos em atividades com estudantes, mas tudo precisa de autorização para ir ao ar. O contrato de exposição de imagem assinado na matrícula é sempre para a rede social da escola, não para a rede social pessoal do professor ou do estudante”, explica Rosa Lamana, professora de tecnologia e arte da CEFOP.

Cuidar da reputação digital

Outro cuidado é cuidar da “pegada digital”, ou seja, tudo o que foi postado em redes sociais. Professores devem alertar que estudantes podem encontrar problemas se empregadores acessarem redes sociais para observar o perfil e comportamento da pessoa.  “Antigamente, o aluno tinha um diário e escrevia tudo nele. Quando crescia, ele não queria mais olhar esse diário, queimando. Hoje o formato da informação mudou. Os celulares têm rastros digitais, e guardam a informação do que você fez desde o início do uso do celular”, explica Rodrigo Nejm.

Levar a sério os termos de uso

Os termos de uso de todas as redes sociais e aplicativos devem ser lidos na íntegra. Um dos grandes perigos atualmente é o compartilhamento indevido de informações para terceiros, o que pode gerar prejuízos para o professor e para a escola.