Evolução na Carreira

Programa de Valorização pelo Mérito garante evolução na carreira

Uma política inédita implantada pela Secretaria da Educação permite que os educadores paulistas evoluam na carreira a partir de oito níveis de progressão salarial com intervalos de três anos e aumentos de 10,5% sobre o salário, o que também amplia os valores das vantagens financeiras adquiridas durante a vida funcional.

Para isso, os profissionais participam de uma prova, realizada anualmente, na qual todos os que atingirem determinadas metas de avaliação, a serem estabelecidas, conquistam a evolução na carreira. As avaliações são destinadas a professores, diretores de escola, assistentes de diretor, supervisores de ensino e coordenadores pedagógicos efetivos ou estáveis.

Além da avaliação aplicada em todas as 91 Diretorias de Ensino, são exigidos outros critérios para participar do processo, como tempo de atuação contínuo de pelo menos quatro anos no mesmo cargo e assiduidade.

Desde 2010, o Programa de Valorização pelo Mérito já promoveu 100 mil docentes de todo o Estado. Os docentes promovidos devem esperar um intervalo mínimo de três anos para concorrer em novo processo.

Entre 2010 e 2014, mais de 100 mil professores foram promovidos
Programa garante aumento salarial de 10,5% para docentes que conquistam bom desempenho em avaliação

Prática Pedagógica

Os servidores do quadro do magistério da rede estadual paulista que apresentarem projetos práticos que contribuam para a melhoria da qualidade do ensino também podem obter evolução funcional com aumento salarial de 10,5%. A iniciativa é resultado de uma ação da Educação com a Comissão Paritária, formada pelo Conselho Estadual de Educação e entidades de classe.

Conheça projetos realizados por professores da rede

Qualificações

Docentes ainda podem obter 5% de aumento salarial por meio de qualificações realizadas ao longo da carreira. Os profissionais podem evoluir em oito níveis, com intervalos de, em média, quatro anos para professores e cinco para diretores e supervisores. São válidos para a evolução os cursos da Escola de Formação de Professores (EFAP), pós-graduação, mestrado ou doutorado.

Consulte os cursos oferecidos pela EFAP

Apoio Escolar

Servidores do quadro de apoio que passam por avaliação de desempenho conquistam aumento salarial de 5% de acordo com critérios como assiduidade e comprometimento. A cada dois anos, esses profissionais têm a chance de elevar o salário por meio do Programa de Valorização pelo Mérito, que garante aumento salarial de até 20% para os agentes de serviços e 35% no caso dos agentes de organização e secretários de escola.

Veja mais oportunidades para o quadro de apoio

Política Salarial

A Educação instituiu, em 2011, uma política salarial que permitiu aos servidores aumento salarial de 45% em quatro anos. Mais de 415 mil profissionais ativos e aposentados foram beneficiados pela ampliação salarial. Um educador que leciona do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio, com jornada de 40h semanais, recebia R$ 1655,05 em 2011. Em 2014, esse professor alcançou vencimentos no valor de R$ 2.415,89.

Saiba mas sobre a política salarial para servidores da Educação

Últimas Notícias