sábado, 12/10/2019
Boas Práticas

12 de outubro também é o Dia Nacional da Leitura!

Dia Nacional da Leitura e Semana Nacional da Leitura são comemorados no dia 12 de outubro

Você sabia que, além de Dia das Crianças, dia 12 de outubro também é o Dia da Leitura?

O Dia Nacional da Leitura e da Semana Nacional da Leitura, no dia 12 de outubro, foram instituídos pela Lei 11.899/09. O dia tem o objetivo de enfatizar junto à sociedade brasileira a importância do cultivo do amor aos livros desde a infância e estimular a convivência com a produção literária do país.

Nesse dia duplamente especial, professores da rede pública compartilharam seus livros favoritos. Aqueles que emocionaram e marcaram a memória deles. Confira!

Os Cavaleiros da Távora Redonda, de Thomas Malory

“Esse é o livro que mais me encantava quando eu era pequeno. Tudo o que tem magia me atrai, e lia e ficava me imaginando na história, participando das ações e das batalhas. Também sempre tive curiosidade sobre a época medieval na Europa, e de uma forma ou de outra, o livro me tirava de onde eu estava e me levava para um outro contexto, onde eu podia dar asas para minha imaginação” – Flávio Borges do Nascimento, PCNP de Geografia da DE de Guarulhos Sul

A Droga da Obediência, de Pedro Bandeira

“Dou aula para alunos a partir do 6º ano do Ensino Fundamental, e sempre percebi que os alunos sentiam muito interesse por esse livro. Acredito que é pela história ser dinâmica, envolvente e muito rápida. Tem suspense e aventura, algo que chama muito a atenção dos jovens. É um livro que você quer ler até o fim e também tem um forte apelo pela empatia, porque para entender o mistério o aluno precisa se colocar no lugar do outro” – Érica Fernandes de Miranda, docente de Língua Portuguesa da E.E. Rubens Moreira da Rocha

O Pequeno Príncipe, de Saint Exupéry

“Gosto desse livro porque é uma lição de vida. Cada capítulo dá conselhos que levamos para a vida. Não é apenas uma história bem contada, é uma lição imensa de vida. Sempre que leio, tomo muitas coisas para mim e mudo um pouco minhas ações. Desde a infância sou encantada por O Pequeno Príncipe, quando li na sexta série. Hoje, ao passar para meus alunos no Ensino Fundamental, eles me dizem o mesmo: que ficam inspirados a serem melhores. Acredito muito na literatura como ferramenta de empatia” – Tatiane Costa dos Santos, docente de Língua Portuguesa da E. E. Alberto Aparecido Tonelotti

Madeline Finn e Bonnie, de Lisa Papp

“Tive contato com esse livro quando fiz um curso e me apaixonei. Madeline Finn e Bonnie fala de uma menina que não gosta de ler nada. Ela tem uma dificuldade muito grande na leitura e só supera quando começa a ler para o cachorrinho dela, que é o Bonnie. Achei isso incrível e como toca as crianças, despertando o interesse. Isso nos inspirou a fazer alguns projetos aqui na escola” – Rosangela de Lima Yarshell, diretora da E. E. Alfredo Paulino