quinta-feira, 30/07/2020
Pais e Alunos

Aluna de Santo André ganha prêmios e publica artigo científico por meio de eletiva de aprofundamento do currículo

Giovanna Coelho Bosso foi premiada na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia e na Feira Brasileira de Jovens Cientistas. Além disso, teve artigo publicado no Congresso Online Nacional de Química

Com apenas 16 anos, a estudante Giovanna Coelho Bosso, do 2º ano do ensino médio da escola estadual Educador Pedro Cia, em Santo André, já tem artigo científico publicado e duas premiações conquistadas.

Tudo começou em 2019, quando a estudante escolheu participar da eletiva Sherlock Lab, nome dado em homenagem ao personagem de ficção da literatura britânica, o investigador Sherlock Holmes, com a professora de química Rosemeire de Oliveira.

De acordo com a docente, a eletiva é um aprofundamento do currículo, onde se trabalha todo o aprofundamento das unidades curriculares, com o enfoque da ciência e do contexto científico. Os alunos não precisam fazer um projeto ligado a ciências, podem fazer de humanas, por exemplo. Rosimeire explica que a ideia é utilizar os métodos científicos para desenvolver o projeto, que tem todo um passo a passo, e aplicar a ciência por meio de pesquisas.

“A Giovana quando chegou na eletiva, tinha ideia de trabalhar com o meio ambiente, e tinha comentado sobre resíduos. Aí demos a sugestão de fazer um compósito, que é a junção de dois ou mais materiais que resultam em um terceiro com propriedades melhoradas. No caso dela, foi uma mistura de casca de amendoim e resíduos de rochas ornamentais (granitos, mármore, que viraram pó). A junção disso tudo com uma resina resultou em uma mesinha de apoio ecológica”, ressalta a professora.

Giovanna diz não ter dúvidas de que quer seguir uma faculdade de química e a ideia de desenvolver esse projeto veio da percepção da  quantidade de resíduos sólidos que o país produz, tanto na parte agrícola quanto industrial.

A estudante já ganhou dois prêmios, o primeiro na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, que aconteceu online em março, em que que ela foi contemplada com uma bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. O segundo ocorreu no final de junho, na Feira Brasileira de Jovens Cientistas, em que a aluna alcançou o terceiro lugar na categoria engenharia, com certificado, medalha e o prêmio PET Mecatrônica na USP, com um curso de uma semana de Engenharia Mecatrônica.

Nesse meio tempo a professora Rosemeire submeteu o artigo científico dela em um Congresso chamado CONDEQUI, Congresso Online Nacional de Química, que foi publicado na íntegra no site do evento.

“Ainda não sei a especialização, mas eu tenho certeza de que quero trabalhar com ciência. Acho que essas premiações só me acrescentam e incentivam a continuar nesta área. Fico feliz de ver o meu reconhecimento”, acrescenta a aluna.

A professora Rosimeire, que acompanhou todo o processo de Giovanna diz ter a sensação de dever cumprido.

“Quando a gente começa um projeto, nosso intuito é atingir o estudante de alguma maneira, sair da eletiva melhor do que entrou, aprendendo a fazer uma pesquisa, montando o relatório científico. Ganhar prêmio é a cereja do bolo”, completa a docente.