• Siga-nos em nossas redes sociais:
sexta-feira, 30/04/2004
Últimas Notícias

Alunos aprendem a produzir curta-metragem com obra de Machado de Assis

Como diria o cineasta Glauber Rocha: “Uma câmera na mão e uma idéia na cabeça”. Os alunos da EE Deputado Maurício Goulart, localizada em Guarulhos, têm este desafio à frente. Eles estão adaptando a obra “A Cartomante”, de Machado de Assis, em curta-metragem. O projeto envolve alunos do Ciclo II dos ensinos fundamental e médio […]

Como diria o cineasta Glauber Rocha: “Uma câmera na mão e uma idéia na cabeça”. Os alunos da EE Deputado Maurício Goulart, localizada em Guarulhos, têm este desafio à frente. Eles estão adaptando a obra “A Cartomante”, de Machado de Assis, em curta-metragem. O projeto envolve alunos do Ciclo II dos ensinos fundamental e médio que participam da Oficina de Videoprodução e aprendem a manusear e a produzir um vídeo, passando por todas as etapas – produção, gravação e edição. A apresentação do trabalho está prevista para julho.

Segundo o professor Renato Santos, coordenador do projeto Educomunicação e professor-voluntário da Oficina de videoprodução, o objetivo do curta-metragem é que os alunos possam colocar em prática as teorias de videoprodução, além de compreenderem o trabalho e a história de Machado de Assis. “Sabemos que é uma proposta audaciosa, porém possível de ser realizada. Nossos alunos estão ansiosos para começar as gravações do curta”, conta o professor.

O curso, que acontece aos sábados como parte da programação do Escola da Família, conta com a parceria de instituições ligadas à produção de vídeos, como a Fundação Novolhar de Videoprodução, que se colocou à disposição para análise do roteiro e edição do material. A adaptação da obra também envolve todos os professores de Língua Portuguesa que trabalham o tema em sala de aula “Como professora de Português, sei a importância de se discutir este tipo de obra de forma não convencional”, destaca a diretora da escola, Maria Heloísa França.

A oficina faz parte do Projeto Educomunicação, desenvolvido desde 2002 na unidade escolar, e tem como objetivo utilizar os diversos meios de comunicação como auxílio à educação. No ano passado, a escola realizou a exposição “De Landell a Chateaubriand no século XXI – aprendendo com as antigas ondas do rádio e tv “. Nesta exposição, os alunos elaboraram réplicas de rádios e televisores antigos que foram expostas em algumas universidades do Estado, entre elas a Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Ana Lucia Venerando