segunda-feira, 27/11/2017
A Escola Que Queremos

Alunos conquistam mais de mil medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia

Prova foi realizada em maio deste ano em fase única; escola de Guarulhos é destaque da rede mais uma vez

Estudantes da rede estadual se encantaram novamente com as estrelas e conquistaram 1093 medalhas na 20ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). A iniciativa busca incentivar o estudo da ciência usando a astronomia e astronáutica como focos. Em 2017, alunos da rede estadual garantiram 478 medalhas de bronze, 420 de prata e 195 de ouro.

A E.E Glauber Rocha, em Guarulhos, já tem a prova como uma tradição anual. Atividades de leitura e aprofundamento são organizadas durante todo o ano letivo. Além do próprio material didático, são realizadas idas a exposições, visitas a planetários, observação no telescópio da unidade e palestras que ajudam a repertoriar os estudantes. Em sua 15ª participação na OBA, a escola atingiu o número recorde de 127 medalhas.

O projeto já é tão conhecido na escola que até mesmo os pais participam ativamente. Com a ajuda de Apps e simulados disponibilizados pela organização da Olimpíada, pais e estudantes se unem para estudar em casa. Para a diretora da unidade, Carmen Ana Rariz Palma, o trabalho com astronomia favorece todos os campos do conhecimento. “O espaço encanta as crianças e as famílias. Todo esse trabalho de ambientação ajuda não só no conhecimento da Ciência, mas também nas habilidades de leitura, escrita e pesquisa”, conta.

Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Escolas públicas e particulares de todo o Brasil podem participar da Olímpiada organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). A prova acontece em fase única, realizada nas próprias unidades de ensino, e é dividida por ciclo de ensino. Além das medalhas, escolas, professores e alunos participantes recebem certificados.