domingo, 22/12/2019
Destaque

Alunos da rede participam de plantio de mudas em Mogi das Cruzes

Ação faz parte do Alfabetização Ambiental, programa lançado em novembro pelo Governo

Da semente à muda, do adubo à função da vegetação no ecossistema, com olhinhos atentos e mãozinhas sujas de terra e composto orgânico, 158 alunos das escolas estaduais de Mogi das Cruzes participaram no dia 10 de dezembro de mais uma ação do programa de Alfabetização Ambiental, iniciativa das secretarias estaduais de Educação e de Infraestrutura e Meio Ambiente que envolve estudantes da rede pública em fase de alfabetização no plantio de mudas.

Em Mogi, as atividades monitoradas reuniram na quinta-feira (5) alunos do 2º do ensino Fundamental 1 da Escola Professor Camilo Faustino de Melo e Professora Lucinda Bastos no Parque Municipal Leon Feffer, no distrito de Braz Cubas.

Os estudantes tiveram contato com mudas de cana, bananeiras, pitangueiras, palmeiras-jussara, aquela que dá palmito, foram plantadas pelos pequenos numa agrofloresta. “Hoje, ensinamos a plantar cana entre as árvores frutíferas e explicar às crianças que quando chupamos a cana de deixamos o bagaço no pomar, ele acaba recuperado o solo”, explicou o engenheiro agrônomo do município, Wilson de Souza Neto.

As crianças também visitaram o Viveiro de Mudas e percorreram todas as etapas do Circuito Escola, que ensina in loco sobre compostagem, produção de mudas e seu crescimento, classificação de árvores, conheceram flores e plantas e aprenderam um pouco mais importância da vegetação na qualidade das águas dos rios.

“Ao ter o contato direto com a terra, a crianças se vê olhando para o futuro, para a árvore que vai crescer e dar frutos. Essa lembrança ela não vai esquecer”, avalia o subsecretário de Meio Ambiente, Eduardo Trani. “Cada plantio marca uma política de incentivar a biodiversidade e fazer de São Paulo um Estado muito mais sustentável.”

Desde o início de novembro, o programa já realizou o plantio de mais de 3,6 mil mudas em 18 municípios como Araraquara, Ibitinga, Itaberá e São Carlos. Ainda em 2019 há mais atividades previstas, além dos planos já previstos para o próximo ano.