segunda-feira, 07/05/2012
Últimas Notícias

Curso de língua chinesa já começou. Veja como são as aulas e saiba como participar

Objetivo da iniciativa é aumentar a empregabilidade do jovem no mercado de trabalho por meio da experiência em um segundo idioma Ter a oportunidade de aprender chinês já é realidade para os alunos da rede estadual. No mês de abril, uma parceria firmada entre a Secretaria da Educação e o Instituto Confúcio na Unesp disponibilizou […]

Objetivo da iniciativa é aumentar a empregabilidade do jovem no mercado de trabalho por meio da experiência em um segundo idioma

Ter a oportunidade de aprender chinês já é realidade para os alunos da rede estadual. No mês de abril, uma parceria firmada entre a Secretaria da Educação e o Instituto Confúcio na Unesp disponibilizou 160 vagas para os alunos dos Ensino Médio.

Vinícius Santos, estudante do 1º ano do Ensino Médio, é um dos estudantes matriculados. O interesse pela língua surgiu quando percebeu a importância das relações entre China e Brasil. “ O chinês é uma língua que está em alta e poucas pessoas no país têm a oportunidade de aprender gratuitamente. Minha expectativa é que no futuro eu possa ir para a China fazer intercâmbio e ter mais oportunidades com a experiência”, revela.

O objetivo da iniciativa é exatamente aumentar a empregabilidade do jovem no mercado de trabalho. “Devido a importância da China na economia mundial e, principalmente, por suas relações econômicas e comerciais com o Brasil, não haverá num futuro próximo nenhum profissional em nenhuma área relevante de atividade que não tenha em algum momento que se relacionar com a China. Para esses profissionais o conhecimento da língua e da cultura chinesa será uma ferramenta essencial para o seu trabalho”, afirma o diretor do Instituto Confúcio na Unesp, Luís Antonio Paulino.

Os alunos que se interessarem pelo curso ainda têm tempo de se matricular. Até o momento, 30 vagas ainda estão disponíveis para jovens da cidade de São Paulo. Os interessados devem se cadastrar no site do Instituto Confúcio na Unesp

Para a assessora de Relações Internacionais da Secretaria da Educação, Irene Miura, a expectativa é ampliar gradativamente, a partir do segundo semestre deste ano, a oferta de cursos de língua chinesa, que deve passar a compor a partir de 2013 a grade dos Centros de Estudos de Línguas (CELs) da rede estadual.

“Nossa intenção é colocar o chinês no maior número possível de Centros de Estudos de Línguas que comportamos dentro da rede. Atualmente oferecemos seis idiomas e o chinês será o sétimo a ser oferecido”, afirma a assessora.