quarta-feira, 05/09/2018
EJA - Educação de Jovens e Adultos

Conheça o Obelisco de São Paulo, um patrimônio cultural da capital paulista

Em seu interior, o mausoléu abriga mais de 800 urnas funerárias dos combatentes da Revolução de 1932

São Paulo não é uma cidade conhecida apenas por abrigar prédios e escritórios de todos os tipos. Além da gastronomia, a capital paulista também é reconhecida internacionalmente pelo centro cultural. Por isso, muitos museus e monumentos podem ser uma ótima opção de passeio com a família.

Quem já passou pelo Parque Ibirapuera, por exemplo, avistou uma torre alta, pontiaguda e branca. Muitos não sabem, mas a construção é uma das mais importantes obras arquitetônicas do município. Trata-se do Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32, também conhecido como Obelisco do Ibirapuera ou Obelisco de São Paulo.

Com 72 metros de altura, começou a ser construído em 1947 para ser o símbolo da Revolução Constitucionalista de 1932. Embora tenha sido inaugurado em 9 de julho de 1955, com a abertura do Parque do Ibirapuera e do lançamento do Monumento às Bandeiras, a finalização da obra se deu apenas no ano de 1970.

Atualmente, a obra é patrimônio histórico e cultural, tombado pelo CONDEPHAT, e abriga os corpos dos estudantes Mário Martins de Almeida, Euclides Bueno Miragaia, Dráusio Marcondes de Sousa e Antônio Americo de Camargo Andrade, mortos durante o combate.

Os túmulos de outros 713 ex-combatentes também estão no local. O mais interessante é que o jardim que abriga o monumento aponta para a avenida 23 de Maio, exatamente a data em que os quatro estudantes revolucionários foram mortos.

Seu interior foi arquitetado e construído em forma de cruz. Ali, são encontrados painéis feitos com pastilhas de mosaico veneziano que representam o nascimento, o sacrifício e a ressurreição de Jesus Cristo.

Serviço

Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32
Local: Praça Ibrahim Nobre, s/n – Vila Mariana, CEP 04008-140 – São Paulo (próximo ao portão 3 do Parque do Ibirapuera)
Quanto: Gratuito
Visitação: aberto de segunda-feira à domingo, das 10 às 16 horas