quarta-feira, 25/09/2019
Boas Práticas

Mais de 200 escolas se unem para promover o Dia D do Coração

Programação inclui circuito em salas temáticas sobre atividade física, nutrição, relaxamento e até teatro

Cerca de 60 mil estudantes, espalhados em 200 escolas da rede estadual, participaram de atividades relacionadas à promoção da saúde do coração. A iniciativa, chamada de Dia D do Coração, é uma parceria entre a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e a Secretaria Estadual da Educação. 

O evento marca a importância do Dia Mundial do Coração, celebrado no dia 29 de setembro. O objetivo é que alunos do Ensino Fundamental e Médio aprendam a importância da adoção consciente de hábitos de vida mais saudáveis em todas as idades e espalhem conhecimento sobre o assunto. “Cerca de 400 mil mortes no ano são causadas por insuficiência do coração. Apesar da maioria dessas doenças aparecer a partir da quarta década de vida, muitas delas seriam evitáveis se hábitos saudáveis fossem adotados desde sempre”, explica o Dr. Fernando Augusto, diretor de promoção e saúde da SBC.

A Escola Estadual Cardoso de Mello Neto, na capital, recebeu o evento de “pontapé” do dia. Entidades estiverem presentes para celebrar a data e as ações ocorridas na rede, além de pontuar a importância de tratar o tema de forma contínua. “Nossa escola está dentro do circuito de atividades no dia, e é importante que essa mobilização aconteça durante todo o ano. Afinal, todo mundo pensa no coração, seja no sentimento, seja na saúde. Exercícios, alimentação saudável e bons hátivos é algo que devemos desenvolver por toda a vida, não apenas em certos períodos”, pontua Rosana Guerreiro, dirigente regional da Região Norte II e representante da Secretaria da Educação no evento.

São diversas as atividades promovidas no dia. Na Escola Estadual Cardoso de Mello Neto, os jovens participaram de um circuito que inclui salas temáticas de atividade física, nutrição, teatro, relaxamento e multimídia-estudo, com duração de trinta minutos em cada visita. Monitores do SBC guiaram a experiência, orientando para os sete fatores de risco modificáveis das doenças cardiovasculares (obesidade, sedentarismo, diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia, tabagismo e estresse). 

Sobre o programa SBC vai à Escola

O Dia D do Coração faz parte do projeto “SBC vai à Escola”. O programa é formado por quatro pilares:  a primeira é a formação de monitores, sejam eles professores ou membros de grêmios estudantis, que recebem palestras sobre os sete fatores de risco de doenças cardiovasculares. 

O segundo momento é o Dia D, que acontece anualmente no dia 25 de setembro. “Nossa ideia é criar uma data de atenção para o tema, um dia temático que espalhe conteúdo, mas que fique na memória dos jovens e dos professores”, explica a Dra. Carla Janice Lantieri, idealizadora do Dia D do Coração. 

A terceira etapa é o programa de educação continuada cardiovascular que deve ser implementado pela escola, e desenvolver de maneira ativa e continuada ações de prevenção no ambiente escolar, considerando dias temáticos. “O grande intuito é que quem esteja no Dia D ou entre em contato com os programas expanda esse conhecimento adquirido para a sociedade, fazendo com que eles se tornem protagonistas em ações de prevenção”, finaliza o presidente da SBC, Dr. Oscar Dutra.