terça-feira, 10/05/2022
Notícia

Diretoria de Ensino de Ribeirão Preto expõe artes feitas por estudantes de Batatais

Pinturas e colagens fazem parte do itinerário formativo do Ensino Médio de São Paulo e da disciplina de artes da Escola Estadual Professora Maria Virgínia Mansur Biagi

A Diretoria de Ensino de Ribeirão Preto está de cara nova desde o último dia 5 de maio, quando passou a expor as atividades de artes realizadas por estudantes da Escola Estadual Professora Maria Virgínia Mansur Biagi, em Batatais. Agora, a sede da diretoria conta com quadros pintados com tinta e elaborados com técnicas de colagem.

Os trabalhos fazem parte da disciplina de artes e do itinerário formativo do Ensino Médio de São Paulo desenvolvido pelo professor Leandro Henrique Siena. São oito quadros ao todo, que ficarão disponíveis para apreciação da comunidade no hall de acesso da diretoria de ensino até 19 de maio.

“É uma grande satisfação recebermos os trabalhos feitos pelos estudantes de Batatais. Viabilizar a exposição destas artes, que foram feitas com base nos itinerários formativos, é uma forma de reconhecer o empenho dos nossos professores e a dedicação dos alunos, além de deixar nosso ambiente de atendimento ainda mais acolhedor e elegante”, comenta a dirigente de ensino de Ribeirão Preto, Marcela Aleixo.

O itinerário formativo escolhido pelos estudantes autores das atividades expostas na diretoria de ensino foi Tradições Culturais, que propõe o aprofundamento em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas e Linguagens e suas Tecnologias.

Os diversos itinerários formativos do Ensino Médio de São Paulo possibilitam aos estudantes a escolha, conforme interesse individual, e aprofundamento em uma ou mais áreas de conhecimento, como, por exemplo, tecnologia e relações sociais.

“Percebemos como a cultura é importante e pode espelhar em nosso dia a dia. Também entendemos que a cultura deve ser priorizada, principalmente em nosso país, e que precisamos compreender nossa identidade cultural”, comenta Letícia Vitória dos Santos, estudante do 2º Ano. “Neste primeiro bimestre, vimos que o Brasil é um país muito plural culturalmente”, encerra.