quarta-feira, 06/06/2018
Foto divulgação
Alimentação Escolar

Educadores da rede ganham espaço no Congresso SOCESP 2018

Docentes e alunos apresentaram experiências em educação nutricional e participaram do Simpósio “Coração e Educação”

Na última sexta-feira (1º de junho), educadores e alunos da rede estadual marcaram presença no 39º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP, apresentando seus trabalhos sobre educação alimentar e incentivo à atividade física a toda comunidade médica. O grupo também participou do Simpósio “Coração e Educação”, iniciativa inédita resultante da parceria entre a Educação e a Sociedade de Cardiologia.

Durante o simpósio, especialistas realizaram exposições aos educadores da rede com os seguintes temas: “O panorama brasileiro das doenças cardiovasculares e a importância da promoção da saúde na escola”, “Atividade física como protetor cardiovascular – Como trabalhar esse fator protetor na escola?”, “O Guia Alimentar para população brasileira – uma nova estratégia para promoção de bons hábitos alimentares” e “Educação alimentar e nutricional – Por que a escola?”.

De acordo com a nutricionista da Secretaria da Educação, Giorgia Russo, o objetivo do simpósio foi debater sobre o papel dos educadores e cardiologistas na promoção da saúde cardiovascular. “Focamos na apresentação dos fatores protetores do coração, já que se promove saúde, efetivamente, prevenindo doenças, mais do que curando ou remediando”.

De acordo com a cardiologista diretora da SOCESP, Dra. Carla Lantieri, “o Simpósio Coração e Educação marca um momento extraordinário para a Prevenção das Doenças Cardiovasculares e Promoção da Saúde de nossas crianças e adolescentes. Ele representa a conquista da interprofissionalidade e intersetorialidade alcançada pela nossa Sociedade”.

A parceria da Educação com a SOCESP é um forte canal na prevenção de doenças. “A participação dos educadores nesse trabalho foi fundamental, pois os profissionais da educação foram orientados sobre como agirem nas escolas na prevenção das doenças cardiovasculares”, entende a vice-diretora da E.E. Fortunato Pandolfi Arnoni, Marilene Firmino de Santana Oliveira.

Na escola estadual Reverendo Atael Fernando Costa, em Diadema, existe o projeto Coração Saudável. É um subtema do projeto Prevenção Também se Ensina. “E o tema da alimentação a gente procura trabalhar entre abril e maio, pois existe a semana da alimentação, e esse ano aproveitamos o Dia D da Atividade Física e fizemos a nossa caminhada”, esclarece a professora coordenadora Eliane Guimarães do Prado.

Eliane do Prado também participou do simpósio “Coração e Educação”. “O que achei interessante esse ano foram as palestras sobre alimentação e atividades físicas. A gente tem a percepção das doenças na vida das crianças, mas lá ficou mais claro que isso não acomete apenas os adultos”, explica.

Segundo a professora coordenadora, o trabalho de prevenção dentro das unidades escolares colabora para que toda a comunidade passe a ter hábitos mais saudáveis, pois as crianças aprendem na escola e ensinam em casa. “O professor não sabe a força que tem nessa mudança da alimentação. A gente vê nos trabalhos aqui na escola que as crianças mesmo acabam cobrando dos pais”, elucida Eliane.