terça-feira, 02/02/2010
Últimas Notícias

EJA volta às aulas com caderno do professor

Novo material vai nortear o trabalho dos docentes em sala de aula, beneficiando mais de 500 mil alunos A volta às aulas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Secretaria de Estado da Educação terá novidade: os docentes passarão a contar com o Caderno do Professor. O material que será distribuído no início do […]

Novo material vai nortear o trabalho dos docentes em sala de aula, beneficiando mais de 500 mil alunos

A volta às aulas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Secretaria de Estado da Educação terá novidade: os docentes passarão a contar com o Caderno do Professor. O material que será distribuído no início do ano letivo foi especialmente elaborado para atender a essa modalidade de ensino, com abordagem específica para atender às necessidades dos alunos que compõem o EJA.

Com isso, os docentes terão em mãos um guia completo que vai nortear todas as atividades pedagógicas em sala de aula.

“É importante que o ensino no EJA seja bem direcionado, para que os alunos sejam bem preparados”, diz o secretário Paulo Renato Souza.

O novo Caderno do Professor segue a proposta curricular estabelecida pela Secretaria e é dividido em disciplinas que compõem as quatro áreas do conhecimento: matemática, linguagens e códigos, ciências da natureza e ciências humanas e tecnológicas.

Matrículas

As matrículas para o EJA estão abertas e podem ser feitas nas escolas da rede que oferecem a modalidade – mais de três mil em todo o Estado. O aluno interessado deve comparecer à unidade portando certidão de nascimento, RG e uma declaração da última escola onde estudou – caso tenha iniciado os estudos em outro lugar.

Para se inscrever no EJA referente ao Ensino Fundamental, o aluno deve ter, no mínimo, 16 anos. Para matrícula no Ensino Médio, a idade mínima é 18 anos. Em ambos os casos, é necessário que o candidato tenha alcançado a idade mínima estabelecida até o início das aulas.

EJA

A Educação de Jovens e Adultos é destinada àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio na idade apropriada. Em 2009, 512.800 mil alunos freqüentaram as aulas da modalidade, que é oferecida em aproximadamente 3 mil escolas da rede estadual de São Paulo.

No segundo semestre de 2009, a Secretaria de Estado da Educação iniciou reformulações na Educação de Jovens e Adultos (EJA) que serão completamente implantadas até 2011. Dentre essas mudanças, a implantação da proposta curricular elaborada pela Secretaria para o ensino regular também na Educação de Jovens e Adultos.