quarta-feira, 03/10/2018
Agenda do secretário

Em Catiguá, Creche Escola anuncia construção de nova unidade na região

Com investimento de R$ 1,7 milhão, creche atenderá até 130 crianças de 0 a 5 anos no município

Nesta quarta-feira (3), foi feito o anúncio da construção da Creche Escola Terreno COHAB Catiguá F. no município de Catiguá, na região de São José do Rio Preto. Unidade terá capacidade para atender até 130 crianças de 0 a 5 anos.

Com 813,78 m² de área construída, o prédio possuirá sete salas e dois berçários com fraldário e lactário, uma secretaria, um refeitório, banheiros e área de serviço. O investimento é de R$ 1,7 milhão.

“A creche não é só um lugar onde as crianças ficam. É a oportunidade da mãe e do pai poderem trabalhar sem se preocupar com o filho em casa”, esclareceu Júlio Ramos, coordenador da Coordenadoria de Infraestrutura e Serviços Escolares da Secretaria da Educação.

A nova unidade terá um papel fundamental para diminuir a fila de espera por vagas em creches no município. Além disso, contará com toda infraestrutura necessária para atender melhor portadores de deficiência.

Creches já entregues

Em todo Estado de São Paulo, já foram entregues 321 creches, sendo 37 na capital e 284 no interior. Atualmente, há 238 obras em obras (8 na capital e 230 no interior) e outras 115 previstas (sendo 3 na capital e 112 no interior).

Somente na região administrativa de São José do Rio Preto foram entregues 44 unidades e outras 43 estão sendo construídas com a previsão de 5,6 mil novas vagas.

O Creche Escola é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, a partir da Secretaria de Estado da Educação, para auxiliar os municípios a ampliarem vagas na educação infantil. Com essa parceria, o Estado realiza os repasses financeiros, enquanto as prefeituras concedem o terreno e conduzem os serviços.

“Nossa meta é oferecer plena vaga para crianças de dois a seis anos, já que esta é a fase inicial da formação humana. É um avanço muito importante e as prefeituras têm sido muito parceiras”, explica o governador Márcio França sobre o programa.

O secretário de Estado da Educação João Cury também reitera os benefícios que a iniciativa traz aos paulistas e comenta que quando se discute educação pública todo mundo tem que estar junto.

“O Estado nunca tinha investido em educação na primeira infância antes, porque a diretriz básica diz que ela é responsabilidade direta das prefeituras”, conclui Cury.