sexta-feira, 14/01/2022
Ensino Fundamental

Governo de SP anuncia investimentos de R$ 25,3 milhões em Educação por meio do PAINSP na região de Itu

Obras, ampliação e construção de creches e escolas foram autorizadas em seis municípios

Nesta sexta-feira (14), o Governador do Estado de São Paulo, João Doria, e o Secretário Estadual da Educação, Rossieli Soares, anunciaram um investimento de R$ 25,3 milhões destinado à realização de obras e construções em seis municípios da Diretoria de Ensino de Itu, por meio do Plano de Ações Integradas do Estado de São Paulo (Painsp).

“Na Educação estamos autorizando R$ 25,3 milhões do nosso Plano de Ações Integradas para Salto, Boituva, Porto Feliz, Itu, Cabreúva e Cerquilho”, disse João Doria.

Para construção de duas creches e uma escola foram liberados R$ 19,8 milhões, para ampliação nove de creches foi autorizado o valor de R$ 2,4 milhões, na adequação da rede elétrica de quatro escolas estaduais para climatização serão destinados R$ 1 milhão; e para a cobertura de duas quadras de escolas estaduais serão investidos R$ 2 milhões.

“É com muita alegria que estamos anunciando mais investimentos aqui na região, tudo isso graças à parceria com os municípios que têm nos ajudado nessa trajetória. Investimento esse que é feito pensando a longo prazo, pois sabemos o quanto as nossas crianças serão beneficiadas com uma estrutura e ensino de qualidade”, afirma Rossieli Soares.

Sobre o PAINSP

O Plano de Ações Integradas do Estado de São Paulo (Painsp) visa facilitar o repasse de recursos financeiros e apoio técnico do Estado de São Paulo aos municípios, por meio da Secretaria da Educação (Seduc-SP). Até agora, esse repasse era feito por meio de um convênio. Com a criação do Painsp, a transferência de recursos começa a ser feita por meio de um Termo de Compromisso, formalizado pela Seduc-SP, de forma mais rápida e menos burocrática.

Os principais eixos a serem viabilizados pelo Painsp são aquisição de materiais didáticos, pedagógicos e tecnologias educacionais; a educação inclusiva; a articulação do transporte escolar; a melhoria na alimentação escolar; a formação e valorização dos profissionais da educação, a melhoria da infraestrutura física; a aquisição de equipamentos; a qualificação da gestão pedagógica, avaliação educacional e estratégia de aprendizagem para alunos com altas habilidades (superdotados).