terça-feira, 26/11/2013
Imprensa

Mais de 2 milhões de alunos fazem hoje e amanhã as provas do Saresp

Avaliação organizada pela Secretaria da Educação tem recorde histórico de público e alunos do 2ª ano do Ensino Fundamental serão avaliados pela 1ª vez A Secretaria da Educação do Estado realiza hoje e amanhã as provas do Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo). No total, 2.468.742 alunos da rede […]


Avaliação organizada pela Secretaria da Educação tem recorde histórico de público e alunos do 2ª ano do Ensino Fundamental serão avaliados pela 1ª vez

A Secretaria da Educação do Estado realiza hoje e amanhã as provas do Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo). No total, 2.468.742 alunos da rede estadual, das escolas municipais e das particulares em todo o Estado de São Paulo participam, um recorde histórico de público.

        Um dos motivos da ampliação de participação foi a nova meta de alfabetização adotada pelo Estado de São Paulo. A partir de agora, o objetivo é alfabetizar os alunos aos 7 anos de idade – mais cedo do que o estipulado no País, que define a idade certa de 8 anos. Por isso, pela primeira vez, participam do Saresp os alunos do 2º ano do Ensino Fundamental. Até então, a avaliação era voltada para os 3º, 5º, 7º, 9º anos, além da 3ª série do Ensino Médio.

“O Saresp é uma excelente oportunidade para escolas e gestores avaliarem o ensino e aprimorarem a atuação. Na rede estadual, nós implantamos uma série de ferramentas pedagógicas, como reforço aos sábados e nas férias, além da avaliação diagnóstica, personalizada e direcionada para cada aluno. Por isso, avaliamos que era hora de dar mais um passo e adotamos uma nova meta de alfabetização”, afirma o secretário da educação, professor Herman Voorwald.

Serão avaliados 1,6 milhão de estudantes da rede estadual de ensino, 733,1 mil alunos das redes municipais, 53,1 mil das redes particulares e do SESI e outros 18,5 mil estudantes do Centro Paula Souza. O Saresp teve a adesão de 534 prefeituras do Estado e 374 unidades da rede particular.

Tanto para as escolas estaduais quanto para as municipais, as provas são custeadas pelo Governo do Estado. Já as instituições privadas arcam com os custos. As avaliações serão aplicadas por fiscais contratados, que não atuam na rede estadual de ensino e que recebem treinamento para o acompanhamento das provas.

Entre hoje e amanhã serão aplicadas avaliações de língua portuguesa, matemática, redação, história e geografia. Para cada série e ciclo há um cronograma diferente de avaliações e de disciplinas avaliadas.