segunda-feira, 08/03/2021
Notícia

Proporção de casos confirmados de coronavírus no ambiente escolar é 33 vezes menor do que a registrada no Estado de SP

Taxa de incidência reúne notificação das escolas públicas e privadas do Estado de SP

Um boletim epidemiológico feito pela Comissão Médica da Educação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) aponta que a taxa de incidência de casos confirmados por 100 mil habitantes notificados no Sistema de Informação e Monitoramento da Educação para Covid-19 (Simed) é muito inferior àquela observada no estado de São Paulo.

No período acumulado, desde a primeira até a nona semana epidemiológica, a taxa de incidência notificada pelas escolas públicas e privadas foi 33 vezes menor do que a do Estado.
Tal cenário revela a consonância com as evidências científicas que apontam que os números de contaminação relativos àqueles que frequentam o ambiente escolar são sempre inferiores aos da transmissão comunitária.

“As escolas são ambientes mais seguros porque aumenta a garantia de que os protocolos de segurança serão respeitados. Ao mesmo tempo, a escola possui instrumentos para notificar e registrar casos que muitas vezes refletem uma contaminação ocorrida fora do universo escolar, reproduzindo os índices registrados na comunidade”, explica o epidemiologista Wanderson Oliveira, coordenador da Comissão Médica da Seduc-SP.
Plataforma registra casos

No dia 22 de dezembro do ano passado, a Seduc lançou o Sistema de Informação e Monitoramento da Educação para Covid-19 (Simed), para registrar casos suspeitos e confirmados de Covid-19 entre alunos, professores e funcionários.

Para garantir a segurança e privacidade dos dados, o Simed foi desenvolvido dentro da Plataforma da Secretaria Digital, cujo acesso é restrito aos profissionais cadastrados nas escolas, diretorias de ensino e Seduc. Os dados são consolidados e disponibilizados em um painel de monitoramento dinâmico desenvolvido pela equipe da Seduc.

O Estado de São Paulo acumula um total de 2.107.687 casos de Covid-19 e 61.417 óbitos, representando letalidade de 2,9%. Atualmente, 58% dos casos estão concentrados no interior e litoral, 26% no município de São Paulo e 17% nos demais municípios da região metropolitana.

Segundo dados do Simed, entre 3 de janeiro até 6 de março, foram registrados casos suspeitos em 4.858 escolas da rede de ensino do Estado de São Paulo. Destas, 58% das escolas que notificaram não registraram casos confirmados até o momento e as demais 42% registraram um ou mais casos confirmados de Covid-19.

A proporção de escolas com casos confirmados foi de 35% na rede municipal, seguida de 40% na rede estadual e 50% das escolas privadas que notificaram registraram casos confirmados.

Confira o boletim epidemiológico da educação