quinta-feira, 08/07/2021
Notícia

Rossieli recebe lideranças estudantis para debater temas educacionais

UMES reforça importância do ensino integral; programação contou com roda de conversa e apresentações

Mais de 100 estudantes estiveram presentes no encontro entre a Secretaria da Educação do Estado (Seduc-SP) e a União Municipal do Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES), na tarde desta quarta-feira, na sede da pasta. O evento contou com uma roda de conversa entre o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, e representantes de Grêmios Estudantis, que destacaram a importância do Programa de Ensino Integral (PEI), além de apresentações de ações em curso, como Novo Ensino Médio e Educação Antirracista.

Outros temas estiveram em pauta. Entre eles, inclusão tecnológica, investimentos, infraestrutura, ensino remoto, formação dos professores, aulas presencias, transparência e readequação de metodologias. Na fala aos estudantes, o secretário lembrou do passado para reforçar a importância do diálogo e da participação direta dos alunos em debates a respeito da qualidade educacional. “Minha origem escolar é a mesma de vocês. Também vim de Grêmio Estudantil. Para mim, essas conversas têm prioridade fundamental. Não temos respostas para algumas perguntas, mas, com esse diálogo, vamos evoluir em muitos pontos. Podemos errar, mas não por não estarmos de portas abertas”, afirmou Rossieli.

O diretor cultural da UMES, Lucca Gidra, ressaltou a importância do PEI. “São escolas que ajudam diminuindo exposição a riscos sociais. Permite melhor aproveitamento escolar. É uma iniciativa fundamental, inclusive para todos os membros das famílias”, explicou. Gidra ainda agradeceu a oportunidade e reforçou que, neste momento, a defesa da educação deve passar por todos os interessados em uma escola inclusiva, aberta, dinâmica e que cumpra seu papel primordial: ensinar. “A UMES, junto a aproximadamente 100 Grêmios, irá debater, propor e encontrar soluções para os problemas enfrentados, bem como impulsionar ações positivas que já acontecem no ambiente escolar”, disse.

Manutenção do diálogo

Na sequência, Rossieli citou as dificuldades inesperadas – do passado e do presente – enfrentadas durante a pandemia e confirmou que a ocasião será repetida para aumentar o processo de escuta. “Hoje, é quase uma mostra do que pretendemos fazer: um grande encontro de Grêmios Estudantis para o segundo semestre, entre setembro e outubro, conforme a manutenção dos índices de saúde, para colocar as pautas de forma organizada e ampliar esse debate”, revelou.

No âmbito virtual, o secretário destacou a criação do canal Grêmio Estudantil do Ensino Médio no Centro de Mídias São Paulo (CMSP) e reforçou que está à disposição para lives uma vez por semana através da ferramenta.